Press Release

Appel à candidature prestataires de service

Vera Dos anjos - 10-sept.-2018 20:48:11

Appel à candidature – prestataires de service   Business France est souvent sollicitée pour recommander des entreprises à ses clients, s’agissant de services qu’elle ne fournirait pas directement ou indirectement, en raison du principe de spécialité qui s’impose aux établissements publics. Dans ce cadre, Business France Brésil lance une procédure de référencement de prestataires de services qui peuvent offrir des prestations périphériques et complémentaires à son action, selon le calendrier suivant : ·          Date limite de réception des offres : 28/09/2018 ·          Validation du choix par BUSINESS FRANCE : 05/10/2018 ·          Début d’exécution du référencement : 08/10/2018   Pour toute information sur cet appel à candidature / pour recevoir les dossiers de candidature, merci de contacter Cristina Afonso ( cristina.afonso@businessfrance.fr ) (011) 3087 3129    

Press Release
  Business France Brésil

Corporate news, Partners, Brazilian events in France

APAS SHOW 2018

Vera Dos anjos - 19-avr.-2018 23:27:41

Release NA APAS SHOW 2018, O SABOR DA FRANÇA AO SEU ALCANCE   Como sentir-se na França estando no Brasil? Vamos lhe oferecer duas sugestões: comendo um delicioso croissant francês ou tomando um delicioso vinho. Ou talvez um Champanhe? A culinária francesa tornou-se patrimônio gastronômico da humanidade. Então você não pode perder a oportunidade de saborear alguns dos mais deliciosos produtos franceses tais como croissants , baguettes , madeleines , pães “ au chocolate ”, mostardas, molhos, vinhos, espumantes, champagnes entre muitos outros. Não dá para resistir, não é? Mas não se preocupe, agora, todas estas iguarias “ Made in France ” já podem estar nas mesas dos consumidores brasileiros de forma prática e acessível , uma vez que os produtos são exportados e colocados à disposição dos distribuidores e comerciantes de todo o Brasil. Na Apas Show – uma das maiores feiras e congresso supermercadista – é a oportunidade do ano para que supermercadistas, representantes, distribuidores e comerciantes do Brasil conheçam e apreciem algumas das ofertas francesas. No Pavilhão francês da Apas, você poderá escolher quais produtos oferecer aos seus clientes. Marcas reconhecidas e consumidas pelos franceses, que colocam seu “ know-how ” em suas criações e as exportam para todos os continentes. Iremos apresentar as versões destinadas aos supermercados de alguns clássicos, tais como croissants , baguettes , mostardas, além de vinhos para os mais diversos gostos, oriundos das regiões da Bourgogne, Bordeaux, Rhône, Alsácia, Beaujolais, Champagne, espumantes e orgânicos...enfim, uma grande variedade de produtos de qualidade, que enriquecem as gôndolas de quaisquer supermercados ou pontos de venda. Confira a seguir os expositores franceses que estarão na Apas 2018 e não esqueça de agendar seu horário para falar diretamente com os fabricantes, através do e-mail: lucienne.chrispim@businessfrance.fr   Veja abaixo o perfil resumido das empresas que estarão conosco na Apas Show 2018, ou acesse o release completo abaixo: Produtos alimentícios : BRIDOR www.bridordefrance.com Panificação e confeitaria: croissants, diversos tipos de pães, baguetes, folhados salgados, petits-fours doces e salgados, croissants com amêndoas, pães de chocolate, pães com uvas passas, etc.   CHARBONNEAUX-BRABANT www.vinaigre.com Mostardas de Dijon e de outras regiões, vinagres franceses, molhos, vinagre balsâmico, condimentos e mix de produtos variados.   NEUHAUSER www.neuhauser.fr Especializada na fabricação de pães , baguetes francesas, brioches, folhados , croissants , pães de chocolate, confeitarias, sonhos e pastéis de nata (fabricados no atelier de Lisboa).   ST. MICHEL www.stmichel.fr Biscoitos, madeleines e galettes amanteigadas.   Bebidas : CVA – COMPAGNIE DE VINS D’AUTREFOIS www.compagniedesvinsdautrefois.com Seleção de Domaines, Châteaux et Maisons históricas de Bourgogne e Beaujolais, vinhos do Rhône, vinhos de castas e espumantes.   THIÉNOT BORDEAUX-CHAMPAGNE www.thienotbc.com Grupo de “Maisons” que reúne os maiores nomes das regiões de Bordeaux e de Champagne.   UNION ALLIANCE ALSACE www.cave-turckheim.com   e  www.cave-dagobert.com Vinhos da Alsácia: tradicionais, espumantes, reserva e orgânicos.   VINS BRÉBAN www.vins-breban.com Vinhos rosés, brancos, tintos, tranquilos e espumantes. Os vinhos Bréban são cultivados às margens do Mediterrâneo, das montanhas de Sainte-Victoire até a costa do Pays des Alpes de Haute Provence.   Serviços: DIAGMA www.diagma.com.br DIAGMA, é especializada em serviços de Consultoria de Supply Chain Management e Logística. Criada em 1973, líder na França, possui escritórios em 4 países e mais de 1 000 projetos no mundo, sendo mais de 50 empresas acompanhadas no Brasil (Carrefour, GPA, Bridgestone, Ultragaz, Leroy Merlin, etc.).   Diagma propõe uma oferta global de serviços especializados e softwares sob medida para as indústrias e distribuidoras multisetoriais, integrando todos os elos da cadeia, do fornecedor ao cliente final:   - Estratégia : Projetos de produção própria, sourcing, terceirização, internalização, transformação de canal (implantação de e-commerce), etc. - Gestão de fluxos : Previsão da demanda, melhoria dos estoques, balanceamento de oferta e demanda, cross-docking, gestão dos fornecedores, etc. - I ndústrias : Layout, fluxos, produtividade, investimentos, etc. - Transporte e distribuição : Projetos de centro de distribuição, terceirização, redução de custos de transporte, automação, aumento da produtividade, etc. - Logística no ponto de venda : aumento de disponibilidade na gondola, etc.     Serviço: APAS Show Data: de 07 a 10 de maio Local: Expo Center Norte Rua José Bernardo Pinto, 333 - Vila Guilherme, São Paulo - SP, 02055-000, Brasil Mapa  : https://goo.gl/maps/mB4X4n9H3t72 Pavilhão França - Estandes:   882 e 873 no Pavilhão Vermelho     A versão completa do release encontra-se também aqui abaixo para download.   

Press Release
  Agrotech

Bakery, Grocery, Baked goods, Miscellaneous

Relatório sobre a internacionalização da economia francesa – Balanço de 2017

Vera Dos anjos - 04-avr.-2018 23:13:47

      RELEASE As empresas estrangeiras confirmam cada vez mais a escolha  da  França para suas implantações na Europa   Brasil se destaca na América Latina: é o primeiro país em número de investimentos  na  França  com  14 projetos, seguido pelo México com 7 projetos.   Paris, 03 de abril de 2018.     O "Relatório sobre a internacionalização da economia francesa – Balanço de 2017 dos investimentos estrangeiros na França", confirma a confiança renovada dos investidores estrangeiros na França. Os números foram revelados em uma coletiva de imprensa realizada na sede da empresa americana Cisco, nos arredores de Paris, pelo ministro da Economia e Finanças, Bruno Le Maire e pelo Diretor Geral da Business France, Christophe Lecourtier. Em 2017, foram 1.298 decisões de investimentos na França, ou seja, um crescimento de 16% em relação a 2016 - uma média de 25 decisões por semana, que criaram ou mantiveram 33.489 postos de trabalho. 412 novas empresas decidiram escolher a França para desenvolver suas atividades, o que representa 32% do total dos projetos. Deve-se notar que 50% dos investimentos correspondem a aberturas de novos negócios (+14% em relação a 2016) e que 42% dos investimentos são extensões da atividade de negócios existentes (+ 22% em relação a 2016). "Este aumento do número de decisões de investimentos e do número de empregos ressalta a expansão da confiança em relação a uma França em movimento. A imagem econômica do nosso país está claramente em alta: de acordo com o estudo realizado pela Kantar Public para a Business France, 84% dos investidores estrangeiros (+ 10% em relação a 2016) julgam a economia francesa "atraente", assinala Christophe Lecourtier, Diretor Geral da Business France. As empresas estrangeiras investem principalmente em atividades de produção. Estas somaram 343 decisões de investimento em 2017 e criaram 16.123 empregos, o que representa 26% de todos os investimentos (e um aumento de +23% em relação a 2016). Os investimentos realizados pelas empresas alemãs (1º investidor de produção), americanas, italianas e belgas respondem por quase metade dos investimentos no setor de produção. Os projetos de pesquisa & desenvolvimento e engenharia respondem por 10% de todos os projetos, com 125 decisões de investimento (um aumento de 9% em relação a 2016). Em escala mundial, a França está entre os principais países inovadores, como demonstrado por vários rankings internacionais, tais como o Deloitte Technology Fast 500 EMEA 2017, onde a França ocupa a primeira posição. A pesquisa da Kantar Public 2017 também aponta que 81% dos investidores estrangeiros consideram a inovação francesa como uma vantagem competitiva.  Os países europeus continuam sendo os principais investidores na França, com 58% de todas as decisões de investimento, seguidos pela América do Norte, com 23% e Ásia, com 13%. Esta última região permanece estável, com exceção da Índia, que registrou o maior aumento dos investimentos entre os países emergentes, + 73%. Os Estados Unidos ocupam o primeiro lugar, com 230 projetos, representando 18% de todos os investimentos. O país contribui, sozinho, através de suas subsidiárias, com um quarto dos investimentos em P&D. A diversidade dos territórios da França é um fator de atratividade. As atividades de produção estão concentradas nas regiões de Auvergne-Rhône-Alpes, Grand Est, Hauts de France e Occitanie; os projetos de logística estão localizados em Ile-de-France, que atrai 45% dos empregos criados neste setor; e os investimentos em atividades de P&D foram particularmente dinâmicos nas regiões de Auvergne-Rhône-Alpes, Bourgogne-Franche-Comté, Bretagne e Hauts-de-France. Os investimentos originários da América Latina também foram muito dinâmicos em 2017! Cerca de cem empresas latino-americanas estão presentes na França, onde empregam cerca de 5.700 pessoas. Elas investiram um total de 1,4 bilhões de Euros no país. Em 2017, foram identificados 22 novos investimentos provenientes da América Latina. Trata-se principalmente de centros de decisão (64% dos projetos e 70% do emprego), incluindo a criação de duas sedes mundiais / europeias. Em termos de setores de negócios, esses investimentos são principalmente nos setores de software e serviços de TI (18% dos projetos), consultoria, engenharia (18%) e perfumaria e cosméticos (14%). Estes projetos estão localizados principalmente em Ile-de-France (36% dos projetos e 58% dos empregos). O Brasil se destaca na América Latina: é o primeiro país em número de investimentos na França (14 projetos), seguido pelo México (7 projetos). Dentre os investimentos do Brasil na França, podemos destacar: Sislor: empresa brasileira de engenharia especializada na concepção e desenvolvimento de tecnologias aplicadas à logística reversa para o tratamento de resíduos domésticos. A Sislor abriu sua primeira implantação em Rouen (Normandia), onde deve criar dez empregos em uma primeira fase.  MJV: empresa brasileira de consultoria em negócios, tecnologia e transformação digital voltada para questões de inovação, a MJV acompanhava seus clientes europeus a partir de Londres. Após o Brexit, a empresa abriu um escritório em Paris (Île-de-France) para se reposicionar. Um emprego foi transferido de Londres para Paris e uma dezena de contratações está sendo planejada. INNOVATEC’S: Criada em 2000, a empresa brasileira de biotecnologia e nanotecnologia Innovatec’s acaba de inaugurar sua primeira subsidiária europeia, a Nanoskin Medical’s, em Drulingen (Grand Est). Especializada em medicina regenerativa, a Nanoskin Medical’s deseja desenvolver estudos detalhados para o uso de células-tronco veiculadas por pele artificial. Esta subsidiária criará cinco empregos em três anos. "A Inovação e a produção ocupam um lugar de honra, além das vantagens estruturais reconhecidas de nosso país. A nova imagem da França, que se desenha há alguns meses, atrai investidores estrangeiros que decidem escolher a França para seus projetos na Europa. As equipes da Business France trabalham todos os dias para convencer esses investidores sobre a atratividade do nosso território. O apoio e assessoria da Business France e de seus parceiros regionais estão na origem de 677 decisões de investimento, representando mais da metade de todos os investimentos estrangeiros em 2017 ", disse Christophe Lecourtier, Diretor Geral da Business France.    Mais informações e entrevistas:  Serviço de Imprensa da Business France no Brasil  Vera dos Anjos  Mtb: 14.534 vera.dosanjos@businessfrance.fr Tel: (11) 3087 3122   Sobre a Business France Business France é a agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa, responsável por impulsionar o crescimento das exportações de empresas francesas, bem como prospectar e facilitar os investimentos estrangeiros na França. Ela promove a atratividade e a imagem econômica da França, suas empresas e seus territórios. A Business France conta com 1.500 colaboradores, situados na França e em 70 países, que trabalham com uma rede de parceiros do setor público e privado.  Para mais informações, visite: www.businessfrance.fr  Acesse o documento em .pdf abaixo para obter a versão completa do texto.   

Press Release
  Business France Brésil

Corporate news, Partners, Brazilian events in France

DESAFIO ABC DE INOVAÇÃO 2018

Vera Dos anjos - 31-janv.-2018 20:07:39

  DESAFIO ABC DE INOVAÇÃO 2018 Jovens cientistas do setor cosmético terão a oportunidade de apresentar suas pesquisas para investidores   Segundo o estudo State of Innovation 2016, realizado pela realizado pela Thomson Reuters, universidades brasileiras (como a USP) se destacam mundialmente em pesquisas científicas relacionadas aos cosméticos, inclusive conquistando lugar a frente de indústrias que têm grandes investimentos nessa área. Todo esse destaque, no entanto, se contrapõe à realidade no quesito de países mais inovadores, ficando de fora, inclusive, dos top 50 na lista da OCDE - Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico - atrás de países como Letônia e Cazaquistão.   Para onde está indo todo esse potencial da inovação cosmética do Brasil?   Neste sentido, o DESAFIO ABC DE INOVAÇÃO surge como uma forma de estimular o empreendedorismo e a inovação tecnológica, buscando desconstruir esta realidade e desenhar um novo ciclo de pesquisa, desenvolvimento e inovação - PD&I para a indústria, encorajando empresários e empresas a imputar a inovação em seu core business e incentivar jovens cientistas.   O DESAFIO ABC DE INOVAÇÃO é uma iniciativa da Associação Brasileira de Cosmetologia em parceria com a TerraLux para estimular a inovação cosmética e potencializar atitudes empreendedoras entre estudantes de graduação/tecnólogo nas áreas de Farmácia, Química, Engenharia Química e afins e a indústria cosmética. As ideias inovadoras serão apresentadas na forma de Pitch para investidores e empresas interessadas em dar apoio financeiro a novos projetos do setor.    O programa tem como objetivo transformar os trabalhos submetidos ao 31º Congresso Brasileiro de Cosmetologia em proposta de negócios, capacitar estudantes de graduação/tecnólogo que tenham projetos aplicáveis ao segmento e incentivá-los ao empreendedorismo, ressaltando habilidades para que as pesquisas saiam do laboratório e cheguem ao mercado. Os autores pré-selecionados participarão de um programa de desenvolvimento de competências necessárias para a construção e apresentação de modelos de negócios orientados para o setor cosmético. Ao final, apresentarão seus projetos aos investidores durante o Congresso.   O programa do DESAFIO ABC DE INOVAÇÃO é composto pelas seguintes etapas: Pré-seleção dos trabalhos, Trilha do Conhecimento e Apresentação para o mercado e o grande diferencial é que os autores dos trabalhos serão treinados em diversos aspectos como o  mapa mental do empreendedor, design thinking, ferramentas de gestão de projetos, finanças, temas jurídicos e teatro para apresentações entre outros.   As inscrições para o DESAFIO são gratuitas e estarão abertas até 02 de fevereiro de 2018, exclusivamente pelo site www.congressodecosmetologia.com.br/pitch. Interessados em enviar seus trabalhos devem ler o regulamento disponível no mesmo site.   A ABC A Associação Brasileira de Cosmetologia, entidade sem fins lucrativos fundada em 10 de abril de 1973, tem como objetivo promover o desenvolvimento da cosmetologia nacional por meio da capacitação dos profissionais do segmento. A entidade é formada por um grupo de especialistas das áreas de Farmácia, Química, Engenharia Química e afins ligados a universidades e empresas de produtos acabados e matérias-primas para a indústria de higiene pessoal, cosméticos e perfumes (HPPC), promovendo atividades tecnológicas, científicas e de regulamentação em prol do setor. É a organizadora do Congresso Brasileiro de Cosmetologia, que acontece paralelo à FCE Cosmetique – exposição internacional de tecnologia para a indústria cosmética, organizada pela NürnbergMesse Brasil e que terá sua próxima edição de 22 a 24 de maio de 2018, no São Paulo Expo/SP.   A TerraLux A TerraLux - empresa dedicada a ressignificar vidas por meio da difusão de conhecimento – é a empresa curadora da trilha do conhecimento, programa de treinamento pelo qual passarão os autores dos trabalhos selecionados com o objetivo de promover o desenvolvimento das competências e habilidades necessárias.   INFO DESAFIO ABC DE INOVAÇÃO Uma ação do 31º Congresso Brasileiro de Cosmetologia Inscrições até 02 de fevereiro de 2018. www.abc-cosmetologia.org.br/pitchabc abc@abc-cosmetologia.org.br (11) 5044-5466    

Press Release
  "Art de vivre" Saúde

Biotechnology, Pharmaceuticals

O BRASIL AVANÇA NO APOIO AOS PACIENTES COM EPIDERMÓLISE BOLHOSA

Gabriella Martins - 11-déc.-2017 19:12:33

    FUNDAÇÃO URGO E DEBRA BRASIL, UNIDAS EM PROL DE UMA DOENÇA RARA, DESCONHECIDA E GERADORA DE PRECONCEITO .       A Fundação Urgo e a Debra Brasil , realizaram em São Paulo, neste último mês, no Hospital Israelita Albert Einstein, uma cerimônia de grande importância para as crianças e adultos que sofrem de uma doença pouco conhecida da população em geral e até mesmo da classe médica: a Epidermólise Bolhosa ou EB, como é apelidada. Talvez você nunca tenha ouvido falar desta doença, mas ela faz parte da vida de algumas famílias brasileiras que sofrem com a falta de cobertura médica, de meios adequados de tratamento e até mesmo com o desconhecimento geral da sociedade sobre a doença, um fator que gera preconceitos.   Não se trata de uma doença fácil. As pessoas que nascem com esta doença, possuem uma deficiência no colágeno, que é o “cimento” que une as camadas de nossa pele. As crianças são conhecidas como “crianças-borboleta”, pois a pele se assemelha, pela fragilidade, às asas de uma borboleta. Do ponto de vista clínico , as lesões da Epidermólise Bolhosa são comumente extensas e predominam em áreas de maior atrito, como n as extremidades. Elas podem evoluir com cicatrizes que podem levar a uma fusão dos dedos das mãos e dos pés e a retrações articulares. Elas expõem os pacientes a complicações infecciosas, principal causa de óbito nos primeiros anos de vida , complicações nutricionais e sistêmicas, sobretudo o desenvolvimento de tumores agressivos de pele, que constitui a primeira causa de óbito nos jovens e adultos. Existem mais de 30 subtipos de EB no mundo e um estudo na Inglaterra indica que haveria 1 caso a cada 17.000 crianças nascidas, o que significa 30 mil casos na Europa e 500 mil no mundo. Pela OMS, seriam 19 casos para cada 1 milhão de nascidos . No Brasil, não há dados oficiais, mas a Debra Brasil, associação nacional sem fins lucrativos, que busca difundir o conhecimento sobre a doença e apoiar pacientes e familiares , estima em torno de 1600 pacientes.   De 25 a 31 de outubro deste ano, a Debra Brasil realizou a Semana de Conscientização da Epidermólise Bolhosa (EB). Durante este período e graças a divulgação e cobertura da mídia sobre a doença , em uma única semana foram descobertas 5 crianças nascidas com a EB no Brasil: 1 no Acre, 1 em São Paulo, 2 em Santa Catarina e 1 na Paraíba.   Como explica a Dra. Jeanine Magno Frantz, Presidente da Debra Brasil , “ já estão cadastrados 735 pacientes no país, mas, pela própria falta de informação da classe médica, as crianças não são identificadas com a doença logo após o nascimento, e são tratadas de forma errônea, com altas doses de corticoides e antibióticos, o que diminui a imunidade das crianças e favorece o surgimento de infecções, dificultando ainda mais o tratamento posterior”.   “ No caso destes pacientes, continua a Dra. Jeanine , a dor é permanente . Mesmo o simples contato com as roupas pode ser extremamente doloroso . Toda a forma de EB afeta o paciente em sua vida quotidiana. Os cuidados obrigam as famílias a se organizarem ao redor da vida do paciente. No Brasil, ainda estamos em um estágio inicial do tratamento da doença, em fase de conscientização”.   O Hospital Israelita Albert Einstein assinou em 2016, com o Ministério da Saúde e o SUS, o primeiro Protocolo de Pesquisa para o tratamento de doenças raras, obtendo autorização para realizar o transplante em até 11 pacientes com doenças raras, entre elas, a Epidermólise Bolhosa. Dra Jeanine Magno Frantz, Presidente da DEBRA Brasil e Emanuel Kluge, paciente de EB. No entanto, não são todas as crianças que se encontram em condições de realizar o transplante . O transplante é um tratamento invasivo e ofensivo, pois exige que se “ zere ” antecipadamente a medula do paciente, através de quimioterapia. É preciso que se tenha critérios muito claros de inclusão e exclusão, porque o transplante traz muitos riscos e estes devem ser compartilhados com a família. A cura para a Epidermólise Bolhosa ainda não existe. Nem mesmo os trabalhos recentemente desenvolvidos na Itália pelo Dr. Michele De Luca, em Modena, são ainda conclusivos. Por enquanto são esperanças. Mas muitos trabalham em pesquisas científicas para encontrar uma forma de se tratar a doença. A Fundação Urgo , criada em dezembro de 2009 na França, para estender o compromisso dos Laboratórios Urgo com a saúde pública, trabalha apoiando as Associações DEBRA em vários países do mundo, financiando ações em prol da Epidermólise Bolhosa. A Fundação se concentra em três áreas principais de atuação: apoio à pesquisa científica, apoio na educação em saúde e iniciativas de saúde preventiva para incentivar profissionais da saúde com bolsas e prêmios científicos. É através da DEBRA França que a Fundação Urgo financia dois projetos emblemáticos de pesquisa na França:   . A criação de um banco de dados para pacientes com formas graves de EB, que provavelmente desenvolverão câncer de pele. Eventualmente, este registro identificará os perfis de pacientes com maior risco de câncer, a fim de estabelecer os programas de triagem mais apropriados;   . O suporte da pesquisa científica e, em particular, no Hospital Necker de crianças doentes, em Paris, França, dirigida pelo Professor Alain Hovnanian, geneticista.   TRABALHO CONJUNTO   Como explica Pierre Moustial, Administrador da Fundação Urgo que esteve no Brasil para o evento de assinatura do acordo de parceria e aporte financeiro às atividades da Debra Brasil para o ano de 2018 , “ a atuação da Fundação Urgo começou na Ásia e hoje ela já se estende a vários países como China, Tailândia, França, Vietnã, Polônia, Colômbia, Brasil e Chile”.   “ Em todos estes países, a Fundação Urgo trabalha para ajudar a s Debras locais a explicar às autoridades de saúde pública destes países, bem como ao corpo médico, que esta doença necessita de uma abordagem conjunta pelas autoridades, pais, corpo clínico, enfermeiros e sociedade ”.   Pierre Moustial, Administrador da Fundação Urgo no auditório do Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP .   Este trabalho, continua Pierre , “visa sensibilizar as autoridades para que depois os pais consigam obter o acesso aos cuidados e ao reembolso dos custos do tratamento. Na Europa, a doença já é totalmente reembolsada pelo sistema de saúde. No entanto, em outros países, como China e Brasil é mais complicado. Ainda não existe, em diversos países, um meio de se obter um financiamento para o tratamento da doença e são, comumente, as famílias mais pobres que são atingidas. O custo de se tratar um doente com Epidermólise Bolhosa, diz Pierre Moustial , é muito alto . Uma dupla pena para os pais, que além de serem envolvidos numa luta muito forte para cuidar de seus filhos, às vezes têm que recorrer até à Justiça para obterem os meios . Este é um combate que não podemos realizar sozinhos . É necessária uma grande coesão entre todos os envolvidos, Debra, médicos, Poder Público e Fundação Urgo para realizarmos ações complementares ”.   A Fundação Urgo para o próximo ano apoiará a Debra Brasil no projeto de sequenciamento genético de cerca de 100 pacientes brasileiros; na realização de encontros regionais e no intercâmbio de informações em Congresso da Debra Internacional e na doação de curativos para compor kits de recém-nascidos, totalizando 75 mil reais.   DOENÇAS RARAS E ESPERANÇA DE CURA   As doenças raras, em 80% dos casos, são de origem genética, como explica a Dra. Carmela Maggiuzzo Grindler, Coordenadora Estadual do Programa Nacional de Triagem Neonatal de São Paulo – SES. O teste do pezinho realizado no momento do nascimento, no Brasil, inclui uma série de exames que são realizados com uma simples gota de sangue e que permitem a detecção precoce de doenças em crianças assintomáticas. Isso permite que o Estado trabalhe   diretamente com estes pais que acabaram de ter seus filhos e que possam encaminhá-los para o recebimento de uma assistência adequada. No caso da EB, as formas mais graves dessa patologia apresentam sinais clínicos logo após o nascimento.   A triagem neonatal é extremamente importante para a detecção prévia da EB, e a criação dos kits de recém- nascidos será essencial para uma primeira abordagem destas crianças , na prevenção e amortização dos danos decorrentes da cicatrização anômala e desordenada. Estes Kits conterão os curativos especiais da Urgo, de custo elevado ( em torno de mil reais a caixa ) que serão doados, uma das raras alternativas para aliviar o sofrimento dos pacientes com EB. Outro aspecto importante será a capacitação de todos os profissionais e de outros cuidadores destes bebês.   Dra. Carmela Maggiuzzo Grindler, Coordenadora Estadual do Programa Nacional de Triagem Neonatal de São Paulo – SES .   “ À luz da experiência realizada em outros países , explica Dra. Carmela , estamos realizando o exercício para se criar um programa com as nossas possibilidades, visto que os recursos financeiros do SUS são finitos. Existem dois países que possuem programas interessantes, a Espanha e o Uruguai. Nossa luta é pelo diagnóstico precoce. De 0 a 30 dias de vida, a detecção e o atendimento correto é capaz de amortizar os danos à saúde destas crianças e aumentar suas chances de vida. Desta forma, entende-se porque o trabalho da Debra Brasil para o cadastramento dos recém- nascidos atingidos pela doença é tão importante”.     Para se ter uma ideia , o banho de uma criança com EB, nos casos mais graves , pode chegar a 5 horas, devido à extrema sensibilidade da pele com a água . Sendo assim, a rotina da família com uma criança com a doença é diretamente afetada, trazendo desgaste emocional, físico e psicológico . “Em nosso programa, n a qualificação da assistência à pessoa com EB, continua Dra. Carmela , será incluída a visita domiciliar de um agente de saúde da Unidade Básica para avaliar esse cenário e identificar ações, a fim de proporcionar qualidade de vida a esses pacientes”.     As doenças raras são também importantes devido ao avanço tecnológico que produzem. Os estudos e pesquisas realizados para a busca da cura de doenças raras, permitem a descoberta de cura para outras doenças, por vezes menos graves , mas que também não possuem ainda tratamento. De onde se pode concluir que, apesar de atingir um número menor de indivíduos, os conhecimentos adquiridos com estas doenças, sobre a fisiopatologia e tratamentos, podem, por similaridade, ajudar no cuidado da Saúde de outros doentes e suas doenças.     Monique Cristina dos Santos, 16 anos, moradora de Taubaté e portadora de EB, escritora e palestrante motivacional , autora do livro “Isabelle Christine: entre dois mundos” explica como se sente um paciente portador de EB : “Nosso maior desafio é a convivência na sociedade, porque somos julgados por algo que não temos culpa. E não podemos nos privar de exercer nosso direito de estar na sociedade, nem por nossa pele, nem por qualquer outro defeito que tenhamos. Estudar e sonhar são minhas maiores lutas. Desta forma, abrimos caminho para aqueles que vem atrás de nós. Será mais fácil para eles serem aceitos após nossa luta”.     Links úteis:   Veja o link para cadastramento no site da Debra Brasil : http://debrabrasil.com.br/quem-somos/cadastro/   Saiba mais sobre a Epidermólise Bolhosa em : http://debrabrasil.com.br Conheça a Fundação Urgo : http://urgomedical.com.br/research-development/urgo-foundation/a- fundacao-urgo/     A Fundação Urgo é o prolongamento natural do engajamento societário dos laboratórios Urgo em favor da saúde pública. Suas áreas de atuação: a pesquisa científica e a prevenção da saúde.     Contato de imprensa Fundação Urgo na França: Edouard de Tinguy para a Fundação URGO contact@fondation-urgo.org Contatos imprensa no Brasil: Vera dos Anjos - Mtb:14.534 vera.dosanjos@businessfrance.fr Tel.: (11) 3087 3122      

Press Release
  "Art de vivre" Saúde

Health, Medical devices

A FRANÇA PRODUZ BEM MAIS DO QUE VINHO E CHAMPAGNE

Gabriella Martins - 27-sept.-2017 20:59:49

        Você sabia que a França é a 6ª maior exportadora de cervejas do mundo?   Quando o assunto é França logo nos vem à cabeça imagens como: uma bela taça de vinho tinto, um delicioso e macio queijo Brie, croissants e baguetes quentinhos e um saboroso Champagne. A verdade é que pouco se fala sobre a produção cervejeira francesa no exterior. No entanto, já em 2014, a França se classificava como a 6ª maior exportadora de cervejas do mundo! O recente boom das cervejas artesanais não se restringiu ao Brasil, que em 2015 contava com uma taxa de crescimento de uma nova micro-cervejaria por semana. A França também fez parte do fenômeno de “produções independentes” e atingiu a marca de 900 marcas de cervejas artesanais, sendo que o número de micro-cervejarias dobrou nos últimos cinco anos. Outro fenômeno mundial que também impactou o setor cervejeiro francês foi o empreendedorismo feminino: na França, uma cervejaria artesanal entre dez é criada por uma mulher. O que remonta às origens das cervejarias, uma vez que até o século XII, na Europa, a produção de cervejas era algo conduzido por mulheres.     À conquista de outros mares ( e mercados!) Não foi apenas internamente que o país observou o aumento dos números relacionados à cerveja, em termos de exportação, entre 2010 e 2016 a França expandiu a quantidade de hectolitros de cerveja destinados aos mercados mundiais em mais de duas vezes (de 3.148.693 HT em 2010 para 7.041.809 HT em 2016, um crescimento de 223,6%). A qualidade também é colocada em foco. As cervejas francesas são produzidas com matérias-primas especiais (variedades regionais, pequenos produtores tradicionais, seleções vegetais de alta qualidade, etc.) e com diferenciais nos processamentos (tipos de leveduras, maturações, cubas especiais, envelhecidas em barris, etc.), criando sabores que surpreendem e deliciam o consumidor. Atualmente, os principais mercados importadores de cervejas francesas são europeus (1º Espanha, 2º Bélgica, 3º Reino Unido). Frente aos sucessos encontrados nos países compradores, inclusive os tradicionalmente grandes consumidores de cerveja, a França tem buscado investir em mercados que foram pouco desenvolvidos até então, como por exemplo o Brasil.     Nesse sentido, na semana do dia 25/09, um grupo de pequenas e médias cervejarias francesas que têm interesse em desenvolver seus produtos no Brasil, participará de uma série de reuniões de negócios promovidas pela agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa, a Business France. Conheça alguns destes produtores de cervejas artesanais francesas que estarão de passagem pelo país e que vocês não podem deixar de degustar:   PAGE 24: A Brasserie Saint Germain foi fundada em 2003 por três mestres cervejeiros. A empresa está localizada na região de Artois ao norte da França. A filosofia da Brasserie Saint Germain é utilizar matérias-primas da região a fim de manter a tradição dos produtores de cervejas do norte de França. A sua marca, Page 24 oferece uma gama de cervejas fabricadas exclusivamente a partir do lúpulo de Coophounord, cooperativa regional do norte da França. http://www.page24.fr/     CIDRE BOURLET: Com mais de 80 anos de tradição familiar, a produção de Cidre Bourlet está localizada ao sul da região da Normandia. As cidras são elaboradas a partir de quatro variedades especiais de maçãs o que proporciona qualidade única e resulta em um produto artesanal excepcional, recompensado no âmbito regional, nacional e internacional. As cidras são pasteurizadas após o engarrafamento para uma melhor conservação. http://www.cidrebourlet.fr/     NINKASI: Criada em 1997 na cidade de Lyon, no bairro Gerland, Ninkasi é uma empresa francesa fabricante de cervejas artesanais que possui uma rede de bares e restaurantes nas cidades vizinhas a Lyon. As cervejas Ninkasi são fabricadas na cidade de Tarare a partir de ingredientes 100% naturais: água, malte de cevada, lúpulo e levedura. https://www.ninkasi.fr/     BRASSERIE DU CATEAU: A Abbaye du Cateau está localizada no coração da antiga Abadia ao norte da França. A principal marca VIVAT é uma lembrança da tradição local. Ativa na comunidade da Craft beer, a Abbaye du Cateau organiza « Colaborações » para preparar cervejas únicas, sendo que algumas são envelhecidas em barris. http://www.brasserieducateau.fr/     BRASSERIE DES SOURCES: Criada em 1997, a Brasserie des Sources é uma cervejaria moderna equipada com as mais avançadas tecnologias. As receitas das cervejas artesanais são inspiradas pela paixão dos criadores e as tradições dos vizinhos belgas, somando a tudo isso o toque francês.   https://www.brasseriedessources.fr/#     Distribuidores interessados na importação dos produtos poderão entrar em contato com a Business France através do telefone (11) 3087 3174. Mais informações:   Contato comercial:     Iris Prévoteau Assessora comercial Setor de Agronegócios iris.prevoteau@businessfrance.fr Tel.: (11) 3087 3174 Contato imprensa:   Vera dos Anjos Responsável de Comunicação vera.dosanjos@businessfrance.fr Tel.: (11) 3087 3122 ou Gabriella Martins Assistente gabriella.martins.int@businessfrance.fr Tel.: (11) 3087 3170     Sobre a Business France: Business France é a agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa, responsável por impulsionar o crescimento das exportações de empresas francesas, bem como prospectar e facilitar os investimentos estrangeiros na França. Ela promove a atratividade e a imagem econômica da França, suas empresas e seus territórios. A Business France conta com 1.500 colaboradores, situados na França e em 70 países, que trabalham com uma rede de parceiros do setor público e privado. Para mais informações, visite: www.businessfrance.fr  

Press Release
  Agrotech

Wines, Spirits, Beverages

UMA FRANÇA APAIXONADA POR ESPORTES

Gabriella Martins - 26-sept.-2017 21:36:05

            A França é um país apaixonado por esportes. A cada ano, a França organiza muitos eventos esportivos: o Tour de France - o mais importante evento de ciclismo do mundo - é reconhecido mundialmente desde 1903; Roland Garros – já em 1928 era considerado um dos 4 principais torneios do circuito de tênis internacional. Organiza ainda uma corrida mítica - as 24 horas Le Mans , reconhecida desde 1923. Mais recentemente, um novo evento, os Jogos Equestres Mundiais (FEI Alltech 2014), ocorreram na Normandia, a Noroeste da França.     A França é ainda, o principal destino de esqui do mundo, com 54 milhões de “diárias de esqui” vendidas em 2014/2015, sendo, 32% dos clientes, estrangeiros (Indicadores e análises 2015 – Domínios Skiables da França). N os últimos campeonatos europeus de atletismo em Zurique, em 2014, a França esteve no segundo lugar do pódio, com 23 medalhas , incluindo 9 de ouro . Nas Olimpíadas de Londres em 2012, a França ficou em 7º lugar, com um total de 35 medalhas, incluindo 11 medalhas de ouro . A França possui 6.900 atletas de alto nível reconhecidos pelo Ministério da Cidade, Juventude e Esportes, incluindo 725 na categoria "Elite" (The Key Figures of Sport - 2015).     próxima PARADA: os JOGOS OLÍMPICOS DE 2024 !     Daqui até 2024, a França acolherá os campeonatos mundiais de handball, hóquei no gelo, wrestling e canoagem Caiaque, o Ryder Cup Golf em 2018, A Formula 1 que volta novamente ao circuito francês no Circuito de Castellet em 2018, a Copa do mundo de futebol feminino em 2019, além dos Jogos Olímpicos de 2024, cuja sede será em Paris. "Paris oferecerá uma experiência dos Jogos à sua imagem: inovadora, radiante, criativa (...)", para realmente encantar! Muito da infra-estrutura a ser usada já existe. Apenas 5% dela deverá deve ser construída. O que confirma que não é de hoje que a França fomenta sua paixão e seus negócios pelos esportes. http://paris2024.org/fr     https://youtu.be/gftfCXc_-DQ       ESPORTES & NEGÓCIOS Mas os esportes não trazem apenas medalhas e turistas. Além do orgulho de ver seus atletas brilharem nas quadras, a França também usufrui dos resultados econômicos que os esportes trazem ao país . O mercado desportivo francês é o 3º maior mercado da União Européia em termos de gastos nacionais. Além disso, o esporte gera entre 7 e 8 bilhões de euros de receita pública (IVA, contribuições para a segurança social) (EconomyMatin / CNOSF). As despesas esportivas francesas anuais totalizam € 36,5 bilhões, ou cerca de 2% do PIB (LesChiffresClésdu Sport - 2015). Os esportes geram em torno de 300.000 empregos no país . Outra fonte de recursos importantes são os patrocínios. Considerado como o segmento mais dinâmico da França, este vem aumentando em média 5,2% ao ano (PwC ). O aumento no número de seguidores do esporte reflete-se no aumento do número de vendas de equipamentos, têxteis e calçados. O mercado desportivo aumentou 3% em 2014 alcançando 10,8 mil milhões de euros. Além disso, as exportações francesas de artigos esportivos representam € 1,8 bilhão . A França é o 2º maior exportador europeu de equipamentos de tênis de mesa, tênis e badminton ( esporte semelhante ao tênis e ao vôlei de praia, praticado com raquete ); e artes de pesca. Ele ocupa o 3º lugar em termos de exportações de equipamentos de esqui, barcos de lazer e esportivos, veleiros, pranchas de windsurf e equipamentos de desportos aquáticos (Eurostat, 2014). Com este retorno, não é à toa que as empresas francesas investem tanto neste setor. Com um volume de negócios de 7 bilhões de euros em 2014, o grupo francês Decathlon (anteriormente Oxylane), tornou-se o principal grupo integrado de roupas esportivas do mundo, à frente do American FootLocker (LesEchos). Em abril de 2016, a Chemica, líder francesa em filmes de transferência a quente para rotulagem de vestuário, tornou-se o acionista majoritário da empresa britânica Elms Marketing, especializada na marcação de mochilas esportivas. O seu volume de negócios ascendeu a 2,2 milhões de euros. O grupo AquaLung , líder mundial em equipamentos de mergulho, convenceu Michael Phelps, o atleta americano mais bem-sucedido em natação olímpica, com 22 medalhas, incluindo 18 de ouro, a participar do lançamento de sua nova gama de roupas de banho e lazer. Os grandes nomes internacionais do esporte também investem na França para desenvolver seus negócios e fortalecer suas equipes no Hexágono: os americanos Nike e FootLocker em 2014, o Asics japonês em 2015. O Grupo CTS alemão EVENTIM AG adquiriu o Top Ticket France SAS em 2015, por um montante de € 25 milhões.         AS STARTUS FRANCESAS, PRONTAS PARA REVOLUCIONAR O MERCADO As startups francesas também descobriram o nicho dos esportes. A união de esportes com a tecnologia é uma parceria que ainda dará frutos por muitos anos. O “Coureur Du Dimanche ” (Corredor de Domingo), oferece produtos inteiramente fabricados nas oficinas francesas. O Playeur.co desenvolve uma plataforma colaborativa que permite a atletas de qualquer nível encontrar uma quadra, equipamentos ou serviços de coaching esportivo perto de sua residência. O rastreador metabólico O LSee permite a medição em tempo real de um esforço físico ou nutricional sobre o metabolismo. Alguns gigantes da tecnologia mundial já estão de olho nestas inovações francesas: em abril de 2016, a finlandesa Nokia pagou 170 milhões de euros para adquirir a start-upWithings, pioneira francesa de objetos conectados ao esporte. A tecnologia está presente em vários esportes. Para a sua 22ª edição, o SalãoMountain Planet destinado aos profissionais de montanhismo enfatizou a importância de Inovações digitais: um sistema de controle e alerta contra defeitos nos teleféricos (Blue Cime), um aplicativo móvel que visa otimizar a permanência dos esquiadores (Cognidis) e uma aplicação móvel que fornece informações personalizadas sobre condições de neve (Nivolog).     MARCAS FRANCESAS A SERVIÇO INTERNACIONAL A França possui grandes marcas, com amplo know-how no setor esportivo. Prova disso é o uso destes materiais em diversos eventos internacionais ao redor do mundo. Nos Jogos Olímpicos de Sochi em 2014, a França contribuiu para todas as etapas de desenvolvimento dos sites olímpicos russos: estudos potenciais realizados pela Géode , os sistemas de informação criados pela Lumiplan, sem mencionar o trabalho realizado no site pelo grupo MND .Já em 2012, 8 empresas francesas demonstraram know-how nos Jogos Olímpicos de Londres: Serge Ferrari, Doublet, Gymnova, Barrisol, Compte R, GDF Suez e Thales, GL Events. Como se não bastasse, alguns esportistas franceses vão além das quadras e colocam sua notoriedade a serviço de associações, como Zinedine Zidane, patrocinador da associação ELA contra as leucodistrofias; Lilian Thuram, fundadora da fundaçãoLilian Thuram contra o racismo; ou Alain Bernard, patrocinador da UNICEF. Mas a França também abre espaço para acolher esportistas estrangeiros. Em 2016, a liga de futebol nº1 possuía 34% des jogadores estrangeiros (entre eles vários brasileiros), No basquete, a Pro A tem 110 jogadores estrangeiros sobre um total de 252, ou seja, 45%.     Contatos imprensa: Vera dos Anjos Responsável de Comunicação vera.dosanjos@businessfrance.fr Tel.: (11) 3087 3122     Sobre a Business France: Business France é a agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa, responsável por impulsionar o crescimento das exportações de empresas francesas, bem como prospectar e facilitar os investimentos estrangeiros na França. Ela promove a atratividade e a imagem econômica da França, suas empresas e seus territórios. A Business France conta com 1.500 colaboradores, situados na França e em 70 países, que trabalham com uma rede de parceiros do setor público e privado. Para mais informações, visite : www.businessfrance.fr

Press Release
  "Art de vivre" Saúde

Tourism, Hospitality, Sport

Conheça nossa equipe
  O objetivo do Polo de Comunicação e Imprensa da Business France Brasil é oferecer à imprensa brasileira informações sobre empresas francesas interessadas em se implantarem no Brasil ou em vias de implantação. Diversos organismos e entidades francesas fazem usos de nossos serviços para organizarem eventos no Brasil a fim de promoverem suas regiões, salões , produtos e serviços. Um ampla gama de prestações de serviços de comunicação encontra-se à disposição das empresas francesas e as colocam em contato com a mídia no Brasil. Além disso, os assuntos relacionados à Comunicação Corporativa encontram-se também sob nossos cuidados. Contatos: Vera Dos Anjos Chefe do Setor de Comunicação e Assessora de Imprensa MTB 14.534 Tél. : + 55(011) 30 87 31 22 vera.dosanjos@ busin

Leia mais

Facebook
Area de Imprensa & Mídia
Lista de últimos comentários

Excelente evento! Parabéns pela org...

Mauro Henrique Pereira | octobre 22, 2014

O Seminário foi um sucesso. Parab&#...

Peter Alouche | mars 26, 2013

Parabenizo à UbiFrance pela realiza...

Marcelo Sakai | Covoiturage/Caronas | djengo.com.br | mars 19, 2013