Culture, Leisure

O CINEMA FRANCÊS DEMONSTRA SUA CAPACIDADE DE ATRAIR PRODUÇÕES INTERNACIONAIS

Fernanda Krueger - 04-juin-2012 14:54:25

Maio de 2012 – De acordo com o CNC (Centro Nacional do Cinema e da Imagem Animada), a produção cinematográfica francesa atingiu, com 272 filmes em 2011, seu índice mais elevado. Se a produção e o volume de financiamentos dos filmes de iniciativa francesa permanecem globalmente estáveis (207 filmes, correspondentes a 1,128 bilhão de euros), o número das co-produções (120 filmes em 2011, contra 118 em 2010) atinge, para filmes majoritariamente estrangeiros, um nível histórico: 65 filmes, contra 58 em 2010, sendo a Alemanha, Bélgica e Itália os principais países na co-produção. Desta forma, o cinema francês confirma sua capacidade de atrair parceiros estrangeiros. Dentre as produções estrangeiras rodadas na França em 2011 estão «Sherlock Holmes 2» (Estados Unidos), «Chinese Zodiac» (China), as séries «Death in Paradise» e «Merlin- 4ª Temporada» (Reino Unido), ou os filmes recentemente dirigidos por Clint Eastwood («Além da Vida»), Martin Scorsese («Hugo Cabret») e Woody Allen («Meia Noite em Paris»). O segmento «animação e efeitos visuais digitais» permanece bastante ativo, com projetos de amplitude internacional, como «O Lorax» (recorde de receitas nos Estados Unidos) ou o próximo filme de Wong Kar-Wai, «The Grandmasters». A França adquiriu uma reputação mundial em efeitos especiais e 3D. São exemplos empresas como Mac Guff, Buf Compagnie ou Mikros image. Recebendo a cada ano o festival de Cannes e o Festival do Filme Americano de Deauville, a França é um destino privilegiado na Europa para produções cinematográficas e audiovisuais. Os Oscars recebidos pelo filme «O Artista» ou o sucesso do filme «Intouchables» confirmam a abrangência internacional e o dinamismo do cinema francês. A presença na França da Fox Searchlight Pictures, filial da Twentieth Century Fox, da Walt Disney Studios Motion Pictures France, da NBC Universal Global networks France, ou da Sony Pictures France comprova a atratividade do mercado francês. Esta última reforçou-se em 2009 com a implantação do «crédito do imposto internacional» (C2I), dispositivo que auxilia as empresas estrangeiras cujos projetos são total ou parcialmente realizados na França. A verba, que respeita determinado limite, cobre 20% das despesas realizadas na França. Ajudas fornecidas por municípios também auxiliam a criação cinematográfica e audiovisual. A associação «Film France» indica aos produtores estrangeiros empresas francesas de produção, enquanto que a estada na França é facilitada pela existência de uma rede de escritórios que recepcionam filmagens localmente. Os estúdios da região Ile-de-France ou da região PACA, como os de Lille e Lyon, principalmente, estão aptos a atender produções de âmbito internacional. Para David Appia, Presidente da Agência Francesa para os Investimentos Internacionais (AFII): «A co-produção de filmes majoritariamente estrangeira atingiu em 2011 um nível recorde. A qualidade dos profissionais, técnicos e engenheiros franceses da imagem e do som, bem como a do patrimônio natural, histórico e cultural explicam em grande parte este resultado.


Uma França aberta às produções cinematográficas estrangeiras

Catherine Ferrão - 18-mai-2011 22:43:01

Abril de 2011 – Em 2010, a indústria cinematográfica francesa faturou € 330 milhões em receitas, sendo € 137 milhões no exterior. Onze produções, dos mais variados gêneros, venderam mais ingressos fora do que dentro da França: dos filmes de autor aos filmes de massa, passando pelos filmes de animação. Neste último caso, a França desfruta hoje de uma reputação mundial, graças a empresas como Mac Guff, Buf ou Mikros, especializadas em efeitos especiais e 3D. A França valoriza produções do mundo todo, através, sobretudo, do Festival de Cannes e do Festival do Filme Americano de Deauville. É uma terra privilegiada para receber produções cinematográficas e audiovisuais. Grande produtora de filmes, com cerca de 200 longas metragens por ano, ela pode oferecer o know-how de técnicos formados pela FEMIS, Escola Nacional Superior da Imagem e do Som, cuja excelência é reconhecida no exterior. Os estúdios disponíveis na região Ile-de-France e na região PACA, aos quais se juntaram recentemente os de Lille e Lyon principalmente, podem receber produções de abrangência mundial. Para filmagens externas, o patrimônio visual, histórico e cultural da França representa um trunfo importantíssimo. Além disso, a França dispõe de recursos de primeira linha para a restauração e arquivamento de materiais. A Cinemateca Francesa abriga a maior base de dados mundial sobre a sétima arte. O Instituto Nacional do Audiovisual (INA) realiza atividades de P&D, formação e produção em todas as áreas da imagem e do som. A atratividade da França para a realização de filmes estrangeiros foi reforçada em 2009, com a implantação do programa de crédito do imposto internacional (TRIP) para produções de empresas estrangeiras que sejam realizadas parcial ou totalmente na França . Este instrumento possibilitou, desde sua implantação, que 31 produções estrangeiras (filmagens, animação, efeitos visuais digitais) fossem beneficiadas por um TRIP correspondente a 20% dos gastos. 12 foram filmados completamente ou em parte em Paris , os outros nas regiões PACA, Picardie, Bretanha, Rhône-Alpes, bem como em Guadalupe. O orçamento das produções estrangeiras envolvidas quintuplicou nos últimos anos (€ 50 milhões em 2009 e 2010, contra € 10 milhões em 2008). Desta forma, decidiram rodar na França: a BBC, com uma série de filmes sobre o Mago Merlin e cineastas americanos, como Clint Eastwood (« Hereafter »), Martin Scorsese (« The invention of Hugo Cabret ») e Woody Allen (« Midnight in Paris »). O número de dias de filmagem é responsável pelo retorno econômico (locação de material, hospedagem, pós-produção, etc.). Em 2010, foram 210 dias no total, contra 92 em 2008. A média do número de dias por filmagem de longa metragem passou de 6 a 14 dias no mesmo período . «O dinamismo da indústria cinematográfica francesa, a número um da Europa, é indiscutível. O programa que, desde 2009, permite que produções estrangeiras filmadas na França se beneficiem de incentivos fiscais, reforçou a posição do nosso país nesse setor. O número de dias de filmagem de longas metragens estrangeiros dobrou em dois anos. Cada um destes filmes representa a oportunidade de mostrar ao público estrangeiro a riqueza, a diversidade e a atratividade patrimoniais de nosso país.» assinala David Appia, Presidente da Agência Francesa para os Investimentos Internacionais (AFII) . A Agência Francesa para Investimentos Internacionais (AFII) é a agência nacional encarregada da promoção, prospecção e recebimento dos investimentos internacionais. A AFII facilita a realização de seu projeto na França. É o órgão econômico de referência sobre a atratividade e imagem da França. A AFII conta com uma rede internacional, nacional e territorial e trabalha em parceria estreita com agências regionais de desenvolvimento econômico, para oferecer serviços sob medida aos investidores internacionais. Para maiores informações, contate o Diretor Geral da AFII no Brasil francois.removille@afii.fr ou acesse o site www.investinfrance.org/pt . Contato Assessoria de Imprensa Ubifrance Brasil: Vera Dos Anjos Responsável Comunicação, Assessoria de Imprensa e Promoção VIE Ubifrance – Missão Econômica de São Paulo Embaixada da França no Brasil Rua Marina Cintra, 94 – 01446-901 SÃO PAULO – SP Tels (55 11) 30 87 31 00; Fax: (55 11) 30 87 31 01 vera.dosanjos@ubifrance.fr UBIFRANCE Agência francesa para o desenvolvimento internacional das empresas www.ubifrance.fr


Kapauff, o fundador da revista Citizen K no Brasil

Vera Dos anjos - 30-déc.-2010 20:06:18

A revista Citizen K já circula há 18 anos e tornou-se reconhecida na Europa por criar um conceito único de revista de estilo de vida cultural e luxuoso. Kapauff , seu fundador, veio ao Brasil em janeiro para conhecer melhor o mercado editorial de luxo do país e preparar o lançamento da edição brasileira da revista. Conheça um pouco mais sobre a publicação em http://www.citizen-k.com/  


Conheça nossa equipe
O objetivo da equipe "Art de Vivre & Saúde" é ajudar as empresas francesas a desenvolver seus negócios no mercado brasileiro. Nosso conhecimento do mercado nacional nos permite identificar as oportunidades para comercialização de produtos ligados à nossa área e a melhor estratégia de aproximação indicada para cada caso. Somos ativos igualmente na busca de parcerias, representantes, importadores e distribuidores no Brasil. Nossa equipe organiza também a presença das empresas francesas nas mais importantes feiras do país, no que diz respeito à moda, decoração, cosmético, saúde, náutico. CONTATOS: Maria-Dulce Osinski - Chefe do Polo maria-dulce.osinski@ubifrance.fr Tel.: +55 11 3087 31 20   Claire de Montille - Conselheira claire.demontille@ubifrance.fr Tel.: +55 11 3087 3102     Regiane Ramos - Assessora

Leia mais

Facebook
Area de Imprensa & Mídia
Lista de últimos comentários

Excelente evento! Parabéns pela org...

Mauro Henrique Pereira | octobre 22, 2014

O Seminário foi um sucesso. Parab&#...

Peter Alouche | mars 26, 2013

Parabenizo à UbiFrance pela realiza...

Marcelo Sakai | Covoiturage/Caronas | djengo.com.br | mars 19, 2013