Electricity, Renewable energy, Nuclear

A CHEGADA DAS SMART GRIDS E OS NOVOS DESAFIOS

Gabriella Martins - 25-sept.-2017 22:28:51

      BRASIL E FRANÇA ANALISAM AS PRINCIPAIS SOLUÇÕES   Esta semana, São Paulo realiza, de 19 a 21 de setembro, o principal encontro de utilities da América Latina, o LATIN AMERICAN UTILITY WEEK TRADE SHOW . Numa programação paralela a este evento, a Business France – Agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa , com o apoio da AES Eletropaulo , CPFL Energia , Grupo Energisa , Isa CTEEP , Abradee e Abrate , trouxe ao Brasil algumas empresas francesas de destaque neste setor, RTE International, Senseor e Arc Informatique, para troca de experiências com os principais players do setor.      Como explica Bruno Meyer - Business Development Manager da RTE International e responsável internacional da Associação francesa Think Smartgrid , “ - as empresas francesas estão discutindo as principais tendências de modernização que ocorrem hoje no mundo no setor das Smart Grids , com foco na integração e otimização das redes e no desenvolvimento de novas soluções. Um dos grandes desafios que teremos na França é a transformação que ocorrerá no parque automotivo francês: daqui até 2040, todos os veículos franceses deverão ser elétricos. Temos que estar prontos”.      Os sistemas de transmissão e distribuição de energia elétrica enfrentam atualmente vários desafios devido à uma importante mudança no cenário mundial: a necessidade de atender às demandas das populações urbanas em expansão, que utilizam cada vez mais equipamentos digitais, o avanço das fontes alternativas e renováveis (como a solar e a eólica sobretudo), a necessidade de uma energia que resista a ataques cibernéticos e intempéries naturais, que tenha uma capacidade de auto recuperação, etc.    Smart grids , ou “redes inteligentes”, são os sistemas de distribuição e de transmissão de energia elétrica que foram dotados de recursos de Tecnologia da Informação (TI) e de elevado grau de automação, de forma a ampliar substancialmente a sua eficiência operacional. Graças ao alto nível de tecnologia agregado, as Smart grids conseguem responder a várias destas demandas da sociedade moderna, tanto no que se refere às necessidades energéticas, quanto em relação ao desenvolvimento sustentável. Assim, as Smart grids também vêm sendo apontadas como uma ferramenta providencial para os países se ajustarem às demandas resultantes do Protocolo de Kyoto. A maior eficiência e controle do fluxo de energia oferecido pelas Smart grids , proporcionam um conjunto variado e abrangente de benefícios para consumidores, concessionárias de energia e para o próprio sistema elétrico como um todo . O coração deste sistema são os medidores eletrônicos inteligentes , versões mais modernas que os medidores convencionais, que disponibilizam uma série de funcionalidades inovadoras, como o envio de eventos e alarmes, além da possibilidade de medição remota .    Mas um dos principais desafios desta nova realidade é o econômico. A evolução do sistema deve ser feita com um custo controlado e otimizado, evitando superinvestimentos em uma infraestrutura superdimensionada ou ainda um sistema inutilmente sofisticado. A reorganização dos atores e a viabilidade de seus modelos de negócios para obter uma boa eficiência econômica, representam um verdadeiro desafio a vencer.   A segurança, eficiência e a confiabilidade do sistema elétrico são também um desafio fundamental . O novo sistema deve, no mínimo, ter a mesma disponibilidade que o sistema tradicional e para isto, os sistemas de comunicação devem estar tecnicamente adaptados e ser perfeitamente confiáveis e seguros.      Think Smartgrid      A Associação francesa Think Smartgrid , surgiu na França, em 2015 , para integrar a fileira de Redes Elétricas Inteligentes (REI), promovê-la e exportar as soluções ao redor do mundo. Ela agrega empresas de todos os portes - muitas vezes concorrentes entre si - mas dispostas a desenvolverem projetos em comum, para o desenvolvimento deste mercado. Esta também é uma forma de mobilizar eficientemente os fundos públicos, bem como os investimentos dos operadores gestionários das redes. A estimativa é que hoje, este mercado global atinja 30 bilhões de Euros. https://www.thinksmartgrids.fr/les-associes-observateurs/     Sobre a RTE INTERNATIONAL   A RTE International é uma filial da RTE - a gestora francesa de rede de transmissão de eletricidade. A RTE International foi criada em 2006, para desenvolver atividades de consultoria e de engenharia para clientes estrangeiros, localizados fora do território francês. Desde então, mais de 100 projetos foram realizados em cerca de 30 países ao redor do mundo e a empresa vem pela primeira vez apresentar seu portfólio de serviços de excelência ao mercado brasileiro.     A RTE International coordena a rede europeia ENTSO-E de operadores de sistemas de transmissão (Trasmission System Operator – TSO), o CIGRÉ – Conselho Internacional de Grandes Redes Elétricas e o VLPGO (Very Large Power Grid Operators) operadores de redes, incluindo o Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS), e desenvolve parcerias internacionais com empresas de transmissão e operadores de sistema. Ela possui uma grande expertise em interconexão de redes, operação de sistema elétrico, gestão da rede e manutenção de alta tecnologia. http://www.rte-international.com/Home/Welcome       Sobre a ARC INFORMATIQUE   A ARC Informatique é uma empresa francesa, líder europeu em automação e tecnologia da informação para a indústria. A empresa, também presente no Brasil , oferece um conjunto de produtos de software e hardware adaptados para o mercado brasileiro de gerenciamento predial, energia, O&G, indústria, infraestrutura, transportes e estações de tratamento de água e esgoto, através de uma gama de produtos e serviços como o PCVUE (HMI/SCADA), estação de trabalho HMI (human machine interface), gerenciamento de plantão, software de relatórios, gerenciamento de rede e aquisição de dados. http://brazil.pcvuesolutions.com/       Sobre a SENSEOR   A SENSEOR é uma empresa francesa de alta tecnologia que utiliza as ondas acústicas de superfície (Surface Accoustic Waves – SAW) para conceber sensores térmicos passivos, exclusivos, e sem fios. Ela possui 10 anos de experiência e faz parte do Grupo Wika desde 2012.   A tecnologia da Senseor se distingue no mercado pela sua manutenção quase inexistente e pela possiblidade de mensuração de campos eletromagnéticos e sob radiação, peças em rotação, sob altas temperaturas e sob pressão, que atualmente são de medição difícil e dispendiosa. Possui soluções para monitoramento de equipamentos de T&D, combinando temperatura on-line e monitoramento de descarga parcial, com um sistema de plug and play modular e econômico, baseado em sensores passivos e sem fio. www.senseor.com       Contatos imprensa:     Vera dos Anjos   Responsável de Comunicação   vera.dosanjos@businessfrance.fr   Tel.: (11) 3087 3122     Sobre a Business France:   Business France é a agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa, responsável por impulsionar o crescimento das exportações de empresas francesas, bem como prospectar e facilitar os investimentos estrangeiros na França. Ela promove a atratividade e a imagem econômica da França, suas empresas e seus territórios. A Business France conta com 1.500 colaboradores, situados na França e em 70 países, que trabalham com uma rede de parceiros do setor público e privado. Para mais informações, visite : www.businessfrance.fr


CONHEÇAM AS TECNOLOGIAS FRANCESAS QUE ESTARÃO NO BRASIL

Gabriella Martins - 18-sept.-2017 19:04:53

Paralelamente ao evento LATIN AMERICAN UTILITY WEEK trade show que ocorre nesta próxima semana (de 19 a 21 de setembro de 2017, no Transamérica Expo Center), a Business France – agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa - reunirá no Brasil alguns dos mais importantes players franceses do setor de Smart Grid , interessados em compartilhar suas experiências e savoir-faire com o mercado brasileiro.      Com o apoio da AES Eletropaulo, CPFL Energia, Grupo Energisa, Isa CTEEP, Abradee, e Abrate, as empresas francesas RTE International, ARC Informatique e SENSEOR apresentarão na sede da Business France em São Paulo (rua Marina Cintra, 94 – Jardim Europa) , toda a expertise francesa em Transmissão e monitoramento de redes de energia elétrica.      Vejam abaixo quem são estas empresas, suas experiências no mercado internacional e de que forma elas podem contribuir com o sistema brasileiro:      A RTE International é uma filial da RTE - a gestora francesa de rede de transmissão de eletricidade . A RTE International foi criada em 2006, para desenvolver atividades de consultoria e de engenharia para clientes estrangeiros, localizados fora do território francês.     Desde então, mais de 100 projetos foram realizados em cerca de 30 países ao redor do mundo e a empresa vem pela primeira vez apresentar seu portfólio de serviços de excelência ao mercado brasileiro.    A RTE International coordena a rede europeia ENTSO-E de operadores de sistemas de transmissão (Trasmission System Operator – TSO), o CIGRÉ – Conselho Internacional de Grandes Redes Elétricas e o VLPGO (Very Large Power Grid Operators) operadores de redes, incluindo o Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS), e desenvolve parcerias internacionais com empresas de transmissão e operadores de sistema.    Ela possui uma grande expertise em interconexão de redes, operação de sistema elétrico, gestão da rede e manutenção de alta tecnologia . Seu representante Bruno Meyer – Business Development Manager e Responsável internacional da Associação francesa Think Smartgrid, também participará do Latin American Utility Week Trade Show com uma palestra no dia 20/09.     http://www.rte-international.com/Home/Welcome   https://www.thinksmartgrids.fr/les-associes-observateurs/           A ARC Informatique é uma empresa francesa, líder europeu em automação e tecnologia da informação para a indústria.    A empresa dedica-se há mais de 30 anos em oferecer soluções para monitoramento e controle de processos complexos e segurança.    A Arc Informatique investe constantemente em novas tecnologias que se integram em produtos que permitem aos seus clientes reduzir os custos de produção, gerir o consumo de energia e otimizar os processos produtivos e as instalações.  A empresa oferece um conjunto de produtos de software e hardware adaptados para o mercado brasileiro de gerenciamento predial, energia, O&G, indústria, infraestrutura, transportes, e estações de tratamento de água e esgoto, através de uma gama de produtos e serviços como o PCVUE (HMI/SCADA), estação de trabalho HMI ( human machine interface ), gerenciamento de plantão, software de relatórios, gerenciamento de rede e aquisição de dados.     Adriano Pedroso Puda – Gerente Comercial para o Brasil   http://brazil.pcvuesolutions.com/             A SENSEOR é uma empresa francesa de alta tecnologia que utiliza as ondas acústicas de superfície (Surface Accoustic Waves – SAW) para conceber sensores térmicos passivos, exclusivos, e sem fios.    A empresa possui 10 anos de experiência e faz parte do Grupo Wika desde 2012. Seu time de especialistas é composto por engenheiros que fornecem serviços de engenharia de campo e de desenvolvimento customizados, além de um amplo portfólio de sensores padrão de aplicação na Indústria e no setor de Energia.    A tecnologia da Senseor se distingue no mercado pela sua manutenção quase inexistente e pela possiblidade de mensuração de campos eletromagnéticos e sob radiação, peças em rotação, sob altas temperaturas e sob pressão, que atualmente são de medição difícil e dispendiosa. A empresa é membro da associação francesa Think Smartgrids.   Em sua vinda ao Brasil, a empresa vai apresentar aos potenciais parceiros e clientes suas últimas soluções para monitoramento de equipamentos de T&D, combinando temperatura on-line e monitoramento de descarga parcial, com um sistema de plug and play modular e econômico, baseado em sensores passivos e sem fio.      Stéphane Tourette – Engenheiro e PhD da Senseor representará a empresa na ocasião.   www.senseor.com       Serviço:   Data: Dia 18 de Setembro de 2017   Local: Sede da Business France em São Paulo   Rua Marina Cintra, 94 – Jardim Europa – cep 01446-901   Contato comercial :   Arthur Orlando Gerente Comercial Setor de Energia Departamento de Indústrias e Cleantech arthur.orlando@businessfrance.fr Tel.: (21) 3974 6884     Imprensa :   Vera dos Anjos Responsável de Comunicação vera.dosanjos@businessfrance.fr Tel.: (11) 3087 3122 ou Gabriella Martins Assistente gabriella.martins.int@businessfrance.fr Tel.: (11) 3087 3100 – ramal 170  


Anote a data: a WNE acontecerá de 28 a 30 junho de 2016

Victoria Franco - 27-avr.-2016 19:37:03

Após lançamento bem-sucedido, a World Nuclear Exhibition será realizada pela segunda vez de 28 a 30 de junho de 2016 no Paris Le Bourget, hall 2B . Maior e internacional, o evento vai ocupar 50% mais espaço e deve atrair mais de 10.000 visitantes de todo o mundo.   Para saber mais, acesse o artigo do blog Business France India :   http://www.youbuyfrance.com/in/Posts-12189-save-the-date-8211-world-nuclear-exhibition-moves-to-the-summer-40-28-30-june-2016-41


O mercado brasileiro de energia solar está decolando : é uma prioridade para a Business France Brasil

Marina Carrara - 18-mars-2016 16:20:46

Além da melhoria da sua competitividade no mercado mundial, a tecnologia fotovoltaica tem se beneficiado no Brasil de fortes incentivos que estão favorecendo seu desenvolvimento em larga escala. Com leilões específicos para a fonte, o Brasil contratou em 2014/2015 um total de 3 GW de grandes usinas, totalizando um investimento de 12 bi BRL. Espera-se que novos leilões sejam realizados com frequência para atingir uma potencia instalada de 7 GW em 10 anos, o que deve atrair novos investidores e incentivar a criação de uma cadeia industrial nacional.   O ano 2015 também testemunhou o potencial do Brasil para a micro-geração de energia solar por parte de grandes consumidores de energia. Usadas em telhados de condomínios ou galpões comerciais e industriais, essas instalações estão se tornando mais competitivas graças a uma regulação favorável, recentemente estendida, e pela alta das tarifas de energia: o número de instalações cresceu 300% em 2015 e atingiu 2000 no início deste ano. Um programa federal, o ProGD, deve definir novos incentivos com o objetivo de facilitar um investimento de 100 bi BRL e a instalação de 2,7 milhões de unidades (23,5 GW) até 2030.   Ciente do potencial do mercado para novas parcerias entre empresas francesas e brasileiras, a Business France tem se posicionado para atrair e apoiar a inserção de novos entrantes franceses no Brasil. Uma primeira missão empresarial em 2015 permitiu que uma parceria fosse concluída entre o Syndicat des Energies Renouvelables (SER) e a Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar).   No final de Junho 2016, a Business France acompanhará uma delegação de empresas atuantes na área fotovoltaica, em parceria com o SER, na ocasião da Brasil Solar Power que acontece no Rio de Janeiro: serão organizados um Seminário franco-brasileiro de energia solar e um Pavilhão francês na feira, que devem reforçar a imagem da indústria francesa ao serviço do desenvolvimento da fonte no Brasil.                                   


Projeto VOLTALIA de energia eólica no Brasil

Marina Carrara - 11-déc.-2015 19:13:39

Imprensa francesa : não deixe de ver ! O jornal da televisão francesa do dia 5 de Dezembro de 2015 trouxe notícias sobre o clima e as novidades da COP21, além de falar sobre o maior projeto de energia eólica do Nordeste do Brasil, desenvolvido pela empresa francesa VOLTALIA. Os franceses que avançam no mercado apesar da crise !   Assista o vídeo no site:  http://mobile.francetvinfo.fr/replay-jt/france-2/13-heures/jt-de-13h-du-samedi-5-decembre-2015_1196469.html  


Energias Renováveis: a HydroQuest lança a comercialização da sua linha de turbinas hidráulicas fluviais

Marina Carrara - 03-juil.-2015 19:41:04

  Por ocasião da Thetis EMR, convenção internacional de energias marinhas renováveis, que ocorreu em Nantes nos dias 20 e 21 de maio de 2015, e dando continuidade ao seu projeto de turbina hidráulica marinha em cooperação com a CMN (Constructions Mécaniques de Normandie), a HydroQuest , projetista e fabricante de sistemas hidrelétricos inovadores, anuncia o lançamento da comercialização da sua linha de turbinas hidráulicas fluviais, a HydroQuest River. Após experimentações de sucesso na Guiana Francesa e, especialmente, em Orleans onde a HydroQuest implantou uma turbina hidráulica fluvial que será a primeira a ser conectada à rede elétrica francesa nas próximas semanas, a empresa pretende assim ampliar sua presença na França e no exterior, sobretudo na Itália, no Brasil e na Rússia. No âmbito do projeto de lei sobre a transição energética e da conferência COP21 em Paris em dezembro, as energias renováveis estão no centro da atualidade e representam uma alavanca importante na qual apoiam-se para atender à demanda energética em constante elevação no mundo. A turbina hidráulica, seja ela fluvial, marinha ou estuarina, possui um potencial enorme: apenas o mercado fluvial mundial representa mais de 3.000 MW, ou seja, cerca de 15 bilhões de euros de faturamento direto.   « Um grande número de rios, afluentes e estuários no mundo podem ser equipados com turbinas hidráulicas que funcionam complementando outras fontes de energia”. É o que ocorre na França. Assim, estamos aguardando a implantação em breve pela ADEME de um Convite à Apresentação de Manifestação de Interesse sobre turbinas hidráulicas fluviais, como prometido por Ségolène Royal, Ministra da Ecologia, Desenvolvimento Sustentável e Energia, há alguns meses. Esta iniciativa permitiria dinamizar a cadeia industrial francesa que envolve estas tecnologias de elevado potencial energético e ambiental » declara Jean-François Simon, Presidente da HydroQuest .   Uma linha de turbinas hidráulicas fluviais com elevado potencial de desenvolvimento na França e no exterior Batizada de HydroQuest River, a linha de turbina hidráulica fluvial lançada pela HydroQuest utiliza a energia cinética dos cursos de água. Assim, a produção de energia se faz de maneira regular e previsível. Completamente modular, a turbina hidráulica é adaptável a qualquer perfil de rio que ofereça pelo menos 2 metros de vazão.                                      2 modelos fabricados na França : HydroQuest River 1.40 e HydroQuest River 2.80 , respectivamente de um e dois andares, com uma potência nominal elétrica de 40 kW ou 80 kW. Duplo eixo vertical e fluxo transversal. Excelente resistência a detritos, graças à sua grade de proteção. Im p lan tação e manutenção facilitadas através da fixação em uma barcaça flutuante, ancorada por cabos imersos e por colunas de turbinas elevatórias. Impacto ambiental insignificante, principalmente em relação à fauna, em virtude da baixa velocidade de rotação das turbinas. As turbinas hidráulicas fluviais da HydroQuest já foram testadas em condições reais: No Rio Oiapoque, na Guiana Francesa: explorada pela EDF, uma turbina hidráulica fluvial encontra-se em funcionamento há dois anos, nas condições extremas do ecossistema amazônico. No Rio Loire, em Orleans: o modelo HydroQuest River 1.40 foi implantado no rio há seis meses e permitiu validar a robustez da máquina e otimizar suas performances em meio natural. Será a primeira turbina hidráulica a ser conectada à rede elétrica francesa nas próximas semanas. "Conscientes do sucesso obtido com nossas turbinas hidráulicas fluviais implantadas em Orleans e na Guiana Francesa lançamos hoje a comercialização da nossa linha. Isto faz parte da nossa estratégia que visa a contribuir para atender às necessidades energéticas crescentes tanto de países industrializados, quanto de países emergentes, disseminando nossos equipamentos na França e em países com alto potencial de desenvolvimento como a Itália, o Brasil e a Rússia”, acrescenta Jean‑Franç ois Simon .   Além disso, ferramentas digitais de alto desempenho permitem a otimização dos sistemas a serem instalados.     Contato imprensa – Agência Amalthea   Anne-Laure Fogliani – +33 4 26 78 27 15 – alfogliani@amalthea.fr     Sobre a HydroQuest – http://www.hydroquest.net   A HydroQuest é uma empresa criada em 2010, sediada nas proximidades de Grenoble no coração dos Alpes, berço mundial da hidroeletricidade, que desenvolveu uma linha de turbinas hidráulicas capaz de produzir eletricidade proveniente de correntes fluviais, estuarinas e marinhas. Composta por uma equipe completa de colaboradores, desenvolvedores de projetos, engenheiros e doutores que possuem uma expertise comprovada em mecânica, hidrodinâmica e eletricidade, a HydroQuest dispõe de uma base científica e tecnológica sólida com mais de dez anos de pesquisas conduzidas por quatro laboratórios de renome internacional, especializados em hidroeletricidade. A empresa entrou com o registro de um portfólio de 9 patentes internacionais desenvolvidos em parceria com a EDF, Grenoble-INP e o CNRS ( Centre National de la Recherche Scientifique ). A HydroQuest já instalou várias turbinas hidráulicas em Grenoble, Orleans e na Guiana Francesa.    


SEMINÁRIO FIMAI

Catherine Ferrão - 29-oct.-2014 20:16:26

    09h00 - 09h15               Recepção e credenciamento 09h15 - 09h30              Abertura:   Sr. Denis Pietton,         Embaixador da França Sr. Regis Marodon,       Diretor da Agência Francesa de Desenvolvimento América Latina e Caribe Sr. Rubens Rizek,         Secretário de Meio Ambiente do Estado de São Paulo     09h30                          Cooperação França / Brasil   v Apresentação do Memorando de Entendimento entre a Região Ile de France e a Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo – Sr. Roberto Romero, Vice-Presidente de Assuntos Europeus e Internacionais da Região Ile-de-France, e o Sr. Rubens Rizek, Secretário de Meio Ambiente do Estado de São Paulo.   10h00                          Brasil : projetos de gestão de serviços urbanos.   v Estado de São Paulo - Sr. Uladyr Ormindo Nayme especialista em gestão das águas da companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental do Estado de São Paulo.   v Brasília - Sr. Vinícius Fuzeira de Sá e Benevides, Diretor Presidente da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal – ADASA.   v Estado de Minas Gerais - Sra. Janaina dos Anjos, Diretora de P&D da Fundação Estadual do Meio Ambiente de Minas Gerais - FEAM.   11h00               França : inovação, o elemento chave para a competitividade da Cidade Sustentável à francesa.   v Os Pólos de competitividade: arranjos ao serviço da inovação e da competitividade das indústrias francesas - Sr. Mathieu Jouannin, Diretor Operacional Inovação do Cluster das Eco-Industrias de Poitou-Charentes.   v Projetos França / Brasil no setor ambiental - Advancity, Pólo de Competitividade da Região Ile de France dedicado à cidade e mobilidade sustentáveis - Sr. Bruno Allenet, Vice-Presidente. - CD2E, Pólo de Competitividade da Região Nord Pas de Calais dedicado às eco-atividades e às eco-tecnologias - Sr. Carlos Pereira, Responsável pelas atividades de cooperação internacionais.   v Financiamento e apoio técnico aos projetos - Sr. David Willecomme, Responsável de projetos, Agência Francesa de Desenvolvimento. Assinatura do Memorando de Entendimento entre Advancity e a CDHU - Sr. Bruno Allenet, Vice-Presidente de Advancity e um(a) representante da CDHU ( a ser confirmado )   12h00               Encerramento   Sr. Benoit Trivulce,       Diretor Ubifrance América Latine.   12h15               Brunch * seminário em anexo  


Conheça nossa equipe
No Brasil este setor é dividido em dois Polos de atividade:  INDUSTRIAS  O setor  Industrias  abrange os setores de Infraestruturas, Transporte, Indústria e Aeronáutica. Ele tem como objetivo auxiliar o intercâmbio comercial entre as empresas brasileiras e francesas por meio de parcerias mutuamente vantajosas. Neste contexto, os colaboradores do setor estão à sua disposição para oferecer o que a França tem de melhor neste setor e lhe permitir identificar interlocutores aptos a atender suas necessidades.    ENERGIA E MEIO AMBIENTE (Cleantech) O Setor de Petróleo, Gaz, Energia e Meio ambiente auxilia as empresas francesas no intercâmbio comercial bi-lateral dentro destes segmentos. Com sua equipe sediada em nosso escritório do Rio de Janeiro, trabalha junto aos principais players dos setores no Brasil e na França, alavancando oportunidades de negócios e a

Leia mais

Facebook
Area de Imprensa & Mídia
Lista de últimos comentários

Excelente evento! Parabéns pela org...

Mauro Henrique Pereira | octobre 22, 2014

O Seminário foi um sucesso. Parab&#...

Peter Alouche | mars 26, 2013

Parabenizo à UbiFrance pela realiza...

Marcelo Sakai | Covoiturage/Caronas | djengo.com.br | mars 19, 2013