Balanço 2018 dos Investimentos Estrangeiros na França

Vera dos Anjos - 16/04/19

 

INVESTIMENTOS ESTRANGEIROS CRESCEM NA FRANÇA EM 2018

O "Balanço de 2018 para os investimentos internacionais na França", publicado hoje, em Paris, confirma a confiança renovada dos investidores estrangeiros para investirem na França. Os números foram revelados em uma coletiva de imprensa realizada pelo Ministro da Economia e das Finanças, Bruno Le Maire em Bercy, na presença do CEO da Business France, Christophe Lecourtier e de Pascal Cagni, Embaixador Delegado para Investimentos Internacionais.

Em 2018, 1.323 decisões de investimentos foram registradas, revelando aumento de 2% com relação a 2017 (1.298), o que permitiu  a criação ou manutenção de 30.302 empregos. Em média, 25 decisões de investimentos foram registradas na França a cada semana, no ano passado.

As decisões de novas implantações aumentaram em 14% em 2018. Foram 741 decisões em 2018, contra  651 em 2017, o que representa mais de metade dos investimentos (56%). Esse aumento nas decisões de abertura de novos estabelecimentos no país reflete o fortalecimento de sua atratividade.

Foram 500 extensões de projetos existentes, criando 15.588 empregos (ou seja, 50% de todos os empregos criados por investimentos estrangeiros) em 2018, contra 551 projetos e 12.855 empregos em 2017. Deve-se notar que 78% das atividades de produção correspondem a extensões de projetos.

As empresas estrangeiras continuam investindo em atividades produtivas com 320 projetos, gerando ou mantendo 11.295 empregos em 2018. Essas atividades são as maiores geradoras de emprego, representando 37% do total e um quarto do conjunto dos investimentos.

"A melhoria da imagem da França se traduz em investimentos significativos em atividades industriais. Testemunhando a dinâmica das empresas multinacionais estrangeiras na indústria estão: a Collins Aerospace, líder mundial americana em sistemas e soluções de tecnologia para a indústria aeronáutica, que investiu mais de 18 milhões de euros na Occitânia; a empresa canadense Robotiq, que projeta e fabrica componentes para robôs colaborativos (mãos robóticas), se implanta em Lyon para brilhar na Europa; ou ainda o grupo agroalimentar japonês Takara Foods, que anunciou a implantação de uma fábrica de "lámen" com um investimento de 1,6 milhões de euros e muito mais ", disse Christophe Lecourtier.

As decisões de investimentos nas áreas de P&D, engenharia e design estão em constante progressão (+3%), com 129 projetos e 2.793 postos de trabalho em 2018, contra 2.282 em 2017. Observemos que os investimentos em P&D correspondem a 58% das implantações de novos centros. As empresas americanas destacam-se por seu envolvimento em P&D: elas representam mais de um quarto das decisões registradas nessa função e 21% dos empregos associados.

"Em termos mundiais, a França confirma que se encontra entre os grandes players em termos de inovação. As atividades de P&D aumentaram numa taxa média de 9% nos últimos cinco anos e hoje representam 10% do total de investimentos. A cada ano, os gigantes globais da Tecnologia (Cisco, Google, Facebook ...) reforçam sua presença na França ", confirma Pascal Cagni.

Os investimentos europeus continuam predominantes: 61% dos investimentos estrangeiros geradores de empregos na França são de origem europeia, contra 58% em 2017. Mas olhando detalhadamente, na classificação por origem das empresas, os principais países investidores são: Estados Unidos, com 18% das empresas investidoras (mesmo nível de 2017), Alemanha, com 14% das empresas e Reino Unido, com 9% das empresas. 

 

OS INVESTIMENTOS PROVENIENTES DA AMÉRICA LATINA TAMBÉM FORAM MUITO DINÂMICOS EM 2018

Em 2018, 15 novos investimentos geradores de emprego, oriundos da América Latina foram identificados, permitindo a criação ou a manutenção de 198 vagas de empregos.

Esses projetos são originários principalmente do Brasil (8 projetos), da Argentina (2 projetos) e do México (2 projetos). São sobretudo centros de decisão (73% dos projetos e 63% dos empregos) e unidades de produção (13% dos projetos e 30% dos empregos).

 

Em termos de setores de atividades, esses investimentos referem-se principalmente aos setores de consultoria e engenharia (27% dos projetos e 35% dos empregos), softwares e serviços de TI (20% dos projetos e 14% dos empregos) e perfumes e cosméticos (13% dos projetos).

 

Tais projetos localizam-se principalmente nas regiões de Île-de-France (47% dos projetos e 48% dos empregos) e em Auvergne-Rhône-Alpes (27% dos projetos e 15% das vagas de trabalho). 

 

No total, mais de cem empresas francesas são controladas por um investidor da América Latina, empregando cerca de 7.000 pessoas na França.

EXEMPLOS DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS LATINO-AMERICANOS NA FRANÇA – 2018 

Globant: unicórnio argentino, a empresa de serviços de TI (pure-player  digital) tem a ambição de se estabelecer como líder de mercado em estratégia digital. Desenvolvendo projetos com diversos grupos na França, ela deve criar 50 empregos na região de Île-de-France. 

Go Gaba: a startup mexicana desenvolveu uma bebida estimulante que facilita a concentração, graças a um produto natural, abriu uma filial na região de Île-de-France. Este escritório contará com cerca de dez pessoas.

Marq Consultoria: esta PME brasileira especializada em gestão de negócios e sistemas de informação,  abriu sua sede europeia em Lyon (Auvergne-Rhône-Alpes), com 10 postos de trabalho. A CSMARQ será encarregada da expansão da empresa no mercado da indústria hoteleira na Europa que se encontra em plena revolução digital.

RiskNow: A FinTech brasileira oferece uma plataforma de gestão e análise de risco ligada aos créditos imobiliários, para facilitar a tomada de decisões por parte dos investidores. A empresa abriu seu escritório europeu em Paris (atividades comerciais e de P&D em inteligência artificial). Ao todo, 15 vagas de trabalho serão criadas.

Sigdo Koppers: o grupo chileno decidiu aumentar em 50% a capacidade de produção de sua subsidiária francesa Davey Bickford Enaex, que criará cerca de sessenta empregos. Com sede em Héry (Bourgogne-Franche-Comté), esta empresa de 600 pessoas é o especialista mundial em detonadores e dispositivos de arranque utilizados na mineração, defesa, aeronáutica, espacial e em pirotecnia.

 

Tenha acesso ao Balanço completo em: 

https://www.businessfrance.fr/discover-france-news-business-france-publishes-2018-annual-report

 

Sobre a Business France 

Business France é a Agência Nacional de apoio à Internacionalização da economia francesa. Está encarregada do desenvolvimento internacional das empresas francesas e de suas respectivas exportações, bem como da promoção e do apoio aos investimentos estrangeiros na França. 

Ela promove a imagem econômica e a atratividade internacional da França, de suas empresas e de  seus territórios. Ela gerencia e desenvolve o Voluntariado Internacional nas Empresas - V.I.E.

A Business France dispõe de 1.500 colaboradores, localizados na França e em outros 58 países. Business France é no Brasil a porta de entrada para a Team France Export. Graças aos seus dois escritórios em São Paulo e no Rio de Janeiro, a equipe da Business France (30 pessoas) acompanha cada ano mais de 350 empresas. Ela trabalha com sua rede de escritórios na América latina (Argentina, Chile, Colômbia e Mexico) e se apoia em parceiros públicos e privados. 

Para mais informações www.businessfrance.fr     

Siga-nos pelas redes sociais: Twitter: @BF_Brazil  e LinkedIn : Business France Brazil

 

Contato Imprensa:

BUSINESS FRANCE/ BRASIL

Vera Lucia dos Anjos

Gerente de Comunicação e Marketing

Tel. : (011) 30 87 31 22

E-mail : vera.dosanjos@businessfrance.fr

 

Tags:
Download: Release
Photo:
Comentários
Conheça nossa equipe
  Richard Gomes - Diretor Business França América Latina. Depois de completar seu VIA no Brasil em 1996, Richard Gomes ocupou vários cargos de Direção no setor das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) na França, Portugal e Califórnia. Ele liderou o departamento de Novas Tecnologias, Inovação e Serviços em Ubifrance, em Paris, de 2009 a 2012 e foi Diretor de Negócios França-Península Ibérica de 2012 a 2017, antes de retornar ao Brasil em setembro de 2017. Sua experiência em TIC, bem como seu bom conhecimento sobre o ambiente tecnológico francês e americano, permitiram que ele fosse eleito entre as 100 personalidades digitais na França pela revista 01Informatique (novembro de 2010). Richard possui um DESS em Bancos e finanças e mestrado em economia e finanças internacionais pela

Leia mais

Facebook
Area de Imprensa & Mídia
Lista de últimos comentários

Excelente evento! Parabéns pela org...

Mauro Henrique Pereira | octobre 22, 2014

O Seminário foi um sucesso. Parab&#...

Peter Alouche | mars 26, 2013

Parabenizo à UbiFrance pela realiza...

Marcelo Sakai | Covoiturage/Caronas | djengo.com.br | mars 19, 2013