França anuncia os resultados dos Investimentos diretos estrangeiros no país

Vera dos Anjos - 23/03/16

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

33.682 empregos gerados ou mantidos pelos investimentos internacionais em 2015: produção e instalação de sedes corporativas em destaque

 

Paris, 22 de março de 2016. O «Relatório sobre a internacionalização da economia francesa – Balanço 2015 dos investimentos estrangeiros na França», divulgado neste último dia 22 (de março), analisa as decisões relativas aos investimentos estrangeiros e sua contribuição para a economia francesa.

Em 2015, 962 decisões de investimento geraram ou mantiveram 33.682 empregos, o primeiro melhor ano dos últimos 5 anos. Com 19 decisões em média por semana, o ano de 2015 registra um crescimento de 27% dos empregos gerados em relação a 2014 quando haviam sido computados 26.535 empregos.

As empresas estrangeiras investem em primeiro lugar em atividades de produção com 30% dos investimentos realizados na França. Esses projetos representam um universo de 16.168 empregos (contra 11.601 empregos em 2014), ou seja, 48% do total dos empregos gerados ou mantidos.

A destacar também a instalação de Sedes corporativas (Headquarters), sendo 27 Sedes mundiais ou Europeias, contra 16 em 2014. Nesse sentido, o grupo alemão Siemens decidiu em 2015 levar para Toulouse a sede mundial de suas atividades de metrôs automáticos “chave na mão” da linha Val. A canadense Premier Tech, especializada na horticultura e agricultura, embalagem e as tecnologias do meio ambiente reforça a matriz de suas atividades europeias situada na região francesa Pays de la Loire, com uma nova linha de produção automatizada e um novo centro de P&D internacional.

A pesquisa & desenvolvimento permanece em um nível muito elevado com 9% de todas as decisões de investimentos em 2015, ou seja, 87 decisões. As filiais das empresas estrangeiras na França contribuem com 28% dos gastos com P&D na França, totalizando 8,6 bilhões de euros.

Os investimentos são provenientes de 53 países contra 47 países em 2014: Os países da União Europeia continuam sendo os principais investidores na França com 60% do total das decisões de investimento, em seguida, está a América do Norte 22% e a Ásia 13%, posições que permanecem bastante estáveis em relação a 2014. 

Os principais investidores na França são as empresas americanas (18%). Elas estão na origem de um quarto das decisões mundiais de investimentos em P&D no país. Em seguida vem as alemãs (15%), que representam 26% das decisões nas atividades de produção. Já as italianas (9% dos investimentos totais) estão na origem de 31% dos investimentos nas atividades de logística. As britânicas (8%) contribuem com 22% dos pontos de venda e, enfim, as empresas japonesas (6%) são o 4º maior investidor nas atividades de produção.

Os BRIC’s (Brasil, Rússia, Índia, China) representam 7% do investimento internacional com 68 decisões de investimentos, sendo 44 projetos para a China e Hong Kong. Diversos países exibem um número de projetos em alta, dentre os quais o Canadá com 38 projetos (ou seja, +31%), os Países Baixos com 37 projetos (ou seja, +12%), bem como a Irlanda com 15 projetos (ou seja, +114%).

O dinamismo das regiões e metrópoles representa um fator de atratividade na decisão dos investidores estrangeiros. Todas as regiões da França estão envolvidas. Em termos de projetos, Ile-de-France, Auvergne-Rhône-Alpes e Alsácia-Champagne-Ardenne-Lorraine acolhem mais da metade das decisões de investimento. Em termos de empregos gerados ou mantidos, as principais regiões são Ile-de-France, Nord-Pas-de-Calais-Picardie, Alsácia-Champagne-Ardenne-Lorraine e Auvergne-Rhône-Alpes.

Em termos de funções, a Ile-de-France (que inclui Paris Region) atraiu 64% dos projeto nos «centros de decisão» (primeiras implantações, principalmente). Alsácia-Champagne-Ardenne-Lorraine e Auvergne-Rhône-Alpes distinguem-se na acolhida de projetos de produção, recebendo respectivamente 20% e 17% do total nacional. A região Ile-de-France e Languedoc-Roussillon-Midi-Pyrénées são respectivamente o destino de 31% e 13% dos projetos de pesquisa e desenvolvimento.

As empresas estrangeiras contribuem com 32% das exportações francesas. Em 2015, segundo o INSEE – Instituto nacional de estatística e estudos econômicos, mais de um quarto do faturamento das empresas, sob controle estrangeiro, implantadas na França, são oriundos das exportações. Essa parcela atinge 31% para as empresas americanas, 21% para as alemãs, 25% para as holandesas, 15% para as inglesas e 30% para as japonesas.

 

A PRESENÇA DAS EMPRESAS BRASILEIRAS NA FRANÇA - INVESTIMENTOS BRASILEIROS NA FRANÇA SE ESTABILIZAM EM 2015

Cerca de quarenta empresas brasileiras estão presentes na França, onde empregam mais de 2.500 assalariados. Cinco novos investimentos geradores de empregos provenientes do Brasil foram concretizados em 2015 e permitiram a criação de 21 novos empregos e a manutenção de 700 vagasFora a operação de aquisição da MoyPark pela JBS, tratam-se de centros de decisão (75%), correspondendo na maioria a Headquarters / Sedes Corporativas Europeias, mas também a atividades de produção (25%).

Estes investimentos estão equitativamente distribuídos entre os setores de máquinas e equipamentos mecânicos, outras atividades de prestação de serviços, equipamentos médico-cirúrgicos e consultoria e serviços destinados a empresas.

Eles estão majoritariamente localizados na região Auvergne-Rhône-Alpes (50%).

 

POSIÇÃO DOS INVESTIMENTOS BRASILEIROS NA EUROPA

Em 2015, a França recebeu 7% dos investimentos brasileiros da Europa.

O Reino Unido e a Alemanha são os principais países de acolhida de projetos brasileiros na Europa (21% dos projetos) (ObservatoireEurope,BusinessFrance)

 

EXEMPLOS DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS BRASILEIROS EM 2015

CAMILOTTI&CASTELLANI: o escritório de advocacia especializado em direito societário, empresarial e tributário, Camilotti & Castellani, implantou-se pela primeira vez na Europa com a criação de um escritório comercial em Lyon (Auvergne-Rhône-Alpes) onde trabalha atualmente uma pessoa.

JBS: o grupo JBS, líder mundial em carnes, adquiriu a produtora e processadora de aves irlandesa MoyPark que possui duas unidades na França (Nord-Pas-de-Calais-Picardie e Centre-Val-de-Loire) e emprega mais de 700 assalariados. Essa operação faz parte da estratégia da JBS de ampliar seu leque de produtos preparados e de aumentar sua base de clientes no mercado europeu.

 

«As decisões de investimento estrangeiro geraram 33.682 empregos em 2015, ou seja, um aumento de 27% em relação a 2014, em um contexto de concorrência internacional acirrada para atração de projetos e empregos. Com nossos parceiros regionais, as equipes da Business France intensificaram seus esforços para convencer os investidores estrangeiros de que a França é um território chave para o desenvolvimentos de seus projetos na Europa. Elas atraíram 522 projetos em um total de 962, ou seja, 54% do total dos investimentos estrangeiros em território francês», comemora Muriel PénicaudEmbaixadora Delegada de Investimentos Internacionais e Diretora Geral da Business 
France
.

 

Sobre a Business France

Business France é a agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa, responsável por impulsionar o crescimento das exportações de empresas francesas, bem como prospectar e facilitar os investimentos estrangeiros na França.

Ela promove a atratividade e a imagem econômica da França, suas empresas e seus territórios, e também se ocupa da gestão das candidaturas VIE (Voluntariado Internacional na Empresa).

Criada em 1º de janeiro de 2015, resultado da fusão entre a UBIFRANCE e a AFII (Agência Francesa para Investimentos Internacionais), a Business France conta com 1.500 colaboradores, situados na França e em 70 países, que trabalham com uma rede de parceiros do setor público e privado.

 

Para mais informações, visite: www.businessfrance.fr

Site Brasil : www.youbuyfrance.com/br

Twitter : @BF_Brazil

 

 

Contatos Imprensa / França

 

Cynthia.odsi@businessfrance.fr :

01 40 74 74 15

Clement.moulet@businessfrance.fr:

01 40 73 35 31

Severine.decarvalho@businessfrance.fr: 01 40 74 73 88

 

Contatos Imprensa / Brasil

 

François Removille                 

francois.removille@businessfrance.fr 

+55 (11) 3087 3121

Vera dos Anjos                         

vera.dosanjos@businessfrance.fr            

+55 (11) 3087 3122

 

 

 

 

 

Download: Não há arquivo disponível para download
Photo:
No downloadable photos present
Comentários
Conheça nossa equipe
  Richard Gomes - Diretor Business França América Latina. Depois de completar seu VIA no Brasil em 1996, Richard Gomes ocupou vários cargos de Direção no setor das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) na França, Portugal e Califórnia. Ele liderou o departamento de Novas Tecnologias, Inovação e Serviços em Ubifrance, em Paris, de 2009 a 2012 e foi Diretor de Negócios França-Península Ibérica de 2012 a 2017, antes de retornar ao Brasil em setembro de 2017. Sua experiência em TIC, bem como seu bom conhecimento sobre o ambiente tecnológico francês e americano, permitiram que ele fosse eleito entre as 100 personalidades digitais na França pela revista 01Informatique (novembro de 2010). Richard possui um DESS em Bancos e finanças e mestrado em economia e finanças internacionais pela

Leia mais

Facebook
Area de Imprensa & Mídia
Lista de últimos comentários

Excelente evento! Parabéns pela org...

Mauro Henrique Pereira | octobre 22, 2014

O Seminário foi um sucesso. Parab&#...

Peter Alouche | mars 26, 2013

Parabenizo à UbiFrance pela realiza...

Marcelo Sakai | Covoiturage/Caronas | djengo.com.br | mars 19, 2013