NOTÍCIAS

Siga-nos pelo Instagram em @businessfrancebr

Novidades

Busca

Acompanhe as novidades da Business France pelo twitter: @BF_Brazil

Participe da 2ª edição do evento “Tax Tech Day”

Gabriella Martins - 24-oct.-2017 20:27:49

As nossas áreas de Consultoria Tributária e Business Process Solutions realizarão, no dia 24 de outubro , no escritório de São Paulo, a 2ª edição do “Tax Tech Day”, que reunirá especialistas da Deloitte na área de impostos e, sobretudo, todo o nosso conjunto de recursos tecnológicos e serviços oferecidos ao mercado.   O evento contará com palestras simultâneas tratando de temas que englobam as principais demandas do complexo ambiente tributário brasileiro. a participar   Confira a agenda completa no site: https://www2.deloitte.com/br/pt/pages/tax/articles/tax-tech-day.html     Data: 24 de outubro (terça-feira); Horário: 8h30 às 18h;   Local: Escritório da Deloitte - Espaço Greenhouse; Avenida Chucri Zaidan, 1.240, 12º andar - Condomínio Morumbi Corporate, Edifício Golden Tower. Mais informações pelo e-mail taxtech@deloitte.com

A FRANÇA PRODUZ BEM MAIS DO QUE VINHO E CHAMPAGNE

Gabriella Martins - 27-sept.-2017 20:59:49

        Você sabia que a França é a 6ª maior exportadora de cervejas do mundo?   Quando o assunto é França logo nos vem à cabeça imagens como: uma bela taça de vinho tinto, um delicioso e macio queijo Brie, croissants e baguetes quentinhos e um saboroso Champagne. A verdade é que pouco se fala sobre a produção cervejeira francesa no exterior. No entanto, já em 2014, a França se classificava como a 6ª maior exportadora de cervejas do mundo! O recente boom das cervejas artesanais não se restringiu ao Brasil, que em 2015 contava com uma taxa de crescimento de uma nova micro-cervejaria por semana. A França também fez parte do fenômeno de “produções independentes” e atingiu a marca de 900 marcas de cervejas artesanais, sendo que o número de micro-cervejarias dobrou nos últimos cinco anos. Outro fenômeno mundial que também impactou o setor cervejeiro francês foi o empreendedorismo feminino: na França, uma cervejaria artesanal entre dez é criada por uma mulher. O que remonta às origens das cervejarias, uma vez que até o século XII, na Europa, a produção de cervejas era algo conduzido por mulheres.     À conquista de outros mares ( e mercados!) Não foi apenas internamente que o país observou o aumento dos números relacionados à cerveja, em termos de exportação, entre 2010 e 2016 a França expandiu a quantidade de hectolitros de cerveja destinados aos mercados mundiais em mais de duas vezes (de 3.148.693 HT em 2010 para 7.041.809 HT em 2016, um crescimento de 223,6%). A qualidade também é colocada em foco. As cervejas francesas são produzidas com matérias-primas especiais (variedades regionais, pequenos produtores tradicionais, seleções vegetais de alta qualidade, etc.) e com diferenciais nos processamentos (tipos de leveduras, maturações, cubas especiais, envelhecidas em barris, etc.), criando sabores que surpreendem e deliciam o consumidor. Atualmente, os principais mercados importadores de cervejas francesas são europeus (1º Espanha, 2º Bélgica, 3º Reino Unido). Frente aos sucessos encontrados nos países compradores, inclusive os tradicionalmente grandes consumidores de cerveja, a França tem buscado investir em mercados que foram pouco desenvolvidos até então, como por exemplo o Brasil.     Nesse sentido, na semana do dia 25/09, um grupo de pequenas e médias cervejarias francesas que têm interesse em desenvolver seus produtos no Brasil, participará de uma série de reuniões de negócios promovidas pela agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa, a Business France. Conheça alguns destes produtores de cervejas artesanais francesas que estarão de passagem pelo país e que vocês não podem deixar de degustar:   PAGE 24: A Brasserie Saint Germain foi fundada em 2003 por três mestres cervejeiros. A empresa está localizada na região de Artois ao norte da França. A filosofia da Brasserie Saint Germain é utilizar matérias-primas da região a fim de manter a tradição dos produtores de cervejas do norte de França. A sua marca, Page 24 oferece uma gama de cervejas fabricadas exclusivamente a partir do lúpulo de Coophounord, cooperativa regional do norte da França. http://www.page24.fr/     CIDRE BOURLET: Com mais de 80 anos de tradição familiar, a produção de Cidre Bourlet está localizada ao sul da região da Normandia. As cidras são elaboradas a partir de quatro variedades especiais de maçãs o que proporciona qualidade única e resulta em um produto artesanal excepcional, recompensado no âmbito regional, nacional e internacional. As cidras são pasteurizadas após o engarrafamento para uma melhor conservação. http://www.cidrebourlet.fr/     NINKASI: Criada em 1997 na cidade de Lyon, no bairro Gerland, Ninkasi é uma empresa francesa fabricante de cervejas artesanais que possui uma rede de bares e restaurantes nas cidades vizinhas a Lyon. As cervejas Ninkasi são fabricadas na cidade de Tarare a partir de ingredientes 100% naturais: água, malte de cevada, lúpulo e levedura. https://www.ninkasi.fr/     BRASSERIE DU CATEAU: A Abbaye du Cateau está localizada no coração da antiga Abadia ao norte da França. A principal marca VIVAT é uma lembrança da tradição local. Ativa na comunidade da Craft beer, a Abbaye du Cateau organiza « Colaborações » para preparar cervejas únicas, sendo que algumas são envelhecidas em barris. http://www.brasserieducateau.fr/     BRASSERIE DES SOURCES: Criada em 1997, a Brasserie des Sources é uma cervejaria moderna equipada com as mais avançadas tecnologias. As receitas das cervejas artesanais são inspiradas pela paixão dos criadores e as tradições dos vizinhos belgas, somando a tudo isso o toque francês.   https://www.brasseriedessources.fr/#     Distribuidores interessados na importação dos produtos poderão entrar em contato com a Business France através do telefone (11) 3087 3174. Mais informações:   Contato comercial:     Iris Prévoteau Assessora comercial Setor de Agronegócios iris.prevoteau@businessfrance.fr Tel.: (11) 3087 3174 Contato imprensa:   Vera dos Anjos Responsável de Comunicação vera.dosanjos@businessfrance.fr Tel.: (11) 3087 3122 ou Gabriella Martins Assistente gabriella.martins.int@businessfrance.fr Tel.: (11) 3087 3170     Sobre a Business France: Business France é a agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa, responsável por impulsionar o crescimento das exportações de empresas francesas, bem como prospectar e facilitar os investimentos estrangeiros na França. Ela promove a atratividade e a imagem econômica da França, suas empresas e seus territórios. A Business France conta com 1.500 colaboradores, situados na França e em 70 países, que trabalham com uma rede de parceiros do setor público e privado. Para mais informações, visite: www.businessfrance.fr  

UMA FRANÇA APAIXONADA POR ESPORTES

Gabriella Martins - 26-sept.-2017 21:36:05

            A França é um país apaixonado por esportes. A cada ano, a França organiza muitos eventos esportivos: o Tour de France - o mais importante evento de ciclismo do mundo - é reconhecido mundialmente desde 1903; Roland Garros – já em 1928 era considerado um dos 4 principais torneios do circuito de tênis internacional. Organiza ainda uma corrida mítica - as 24 horas Le Mans , reconhecida desde 1923. Mais recentemente, um novo evento, os Jogos Equestres Mundiais (FEI Alltech 2014), ocorreram na Normandia, a Noroeste da França.     A França é ainda, o principal destino de esqui do mundo, com 54 milhões de “diárias de esqui” vendidas em 2014/2015, sendo, 32% dos clientes, estrangeiros (Indicadores e análises 2015 – Domínios Skiables da França). N os últimos campeonatos europeus de atletismo em Zurique, em 2014, a França esteve no segundo lugar do pódio, com 23 medalhas , incluindo 9 de ouro . Nas Olimpíadas de Londres em 2012, a França ficou em 7º lugar, com um total de 35 medalhas, incluindo 11 medalhas de ouro . A França possui 6.900 atletas de alto nível reconhecidos pelo Ministério da Cidade, Juventude e Esportes, incluindo 725 na categoria "Elite" (The Key Figures of Sport - 2015).     próxima PARADA: os JOGOS OLÍMPICOS DE 2024 !     Daqui até 2024, a França acolherá os campeonatos mundiais de handball, hóquei no gelo, wrestling e canoagem Caiaque, o Ryder Cup Golf em 2018, A Formula 1 que volta novamente ao circuito francês no Circuito de Castellet em 2018, a Copa do mundo de futebol feminino em 2019, além dos Jogos Olímpicos de 2024, cuja sede será em Paris. "Paris oferecerá uma experiência dos Jogos à sua imagem: inovadora, radiante, criativa (...)", para realmente encantar! Muito da infra-estrutura a ser usada já existe. Apenas 5% dela deverá deve ser construída. O que confirma que não é de hoje que a França fomenta sua paixão e seus negócios pelos esportes. http://paris2024.org/fr     https://youtu.be/gftfCXc_-DQ       ESPORTES & NEGÓCIOS Mas os esportes não trazem apenas medalhas e turistas. Além do orgulho de ver seus atletas brilharem nas quadras, a França também usufrui dos resultados econômicos que os esportes trazem ao país . O mercado desportivo francês é o 3º maior mercado da União Européia em termos de gastos nacionais. Além disso, o esporte gera entre 7 e 8 bilhões de euros de receita pública (IVA, contribuições para a segurança social) (EconomyMatin / CNOSF). As despesas esportivas francesas anuais totalizam € 36,5 bilhões, ou cerca de 2% do PIB (LesChiffresClésdu Sport - 2015). Os esportes geram em torno de 300.000 empregos no país . Outra fonte de recursos importantes são os patrocínios. Considerado como o segmento mais dinâmico da França, este vem aumentando em média 5,2% ao ano (PwC ). O aumento no número de seguidores do esporte reflete-se no aumento do número de vendas de equipamentos, têxteis e calçados. O mercado desportivo aumentou 3% em 2014 alcançando 10,8 mil milhões de euros. Além disso, as exportações francesas de artigos esportivos representam € 1,8 bilhão . A França é o 2º maior exportador europeu de equipamentos de tênis de mesa, tênis e badminton ( esporte semelhante ao tênis e ao vôlei de praia, praticado com raquete ); e artes de pesca. Ele ocupa o 3º lugar em termos de exportações de equipamentos de esqui, barcos de lazer e esportivos, veleiros, pranchas de windsurf e equipamentos de desportos aquáticos (Eurostat, 2014). Com este retorno, não é à toa que as empresas francesas investem tanto neste setor. Com um volume de negócios de 7 bilhões de euros em 2014, o grupo francês Decathlon (anteriormente Oxylane), tornou-se o principal grupo integrado de roupas esportivas do mundo, à frente do American FootLocker (LesEchos). Em abril de 2016, a Chemica, líder francesa em filmes de transferência a quente para rotulagem de vestuário, tornou-se o acionista majoritário da empresa britânica Elms Marketing, especializada na marcação de mochilas esportivas. O seu volume de negócios ascendeu a 2,2 milhões de euros. O grupo AquaLung , líder mundial em equipamentos de mergulho, convenceu Michael Phelps, o atleta americano mais bem-sucedido em natação olímpica, com 22 medalhas, incluindo 18 de ouro, a participar do lançamento de sua nova gama de roupas de banho e lazer. Os grandes nomes internacionais do esporte também investem na França para desenvolver seus negócios e fortalecer suas equipes no Hexágono: os americanos Nike e FootLocker em 2014, o Asics japonês em 2015. O Grupo CTS alemão EVENTIM AG adquiriu o Top Ticket France SAS em 2015, por um montante de € 25 milhões.         AS STARTUS FRANCESAS, PRONTAS PARA REVOLUCIONAR O MERCADO As startups francesas também descobriram o nicho dos esportes. A união de esportes com a tecnologia é uma parceria que ainda dará frutos por muitos anos. O “Coureur Du Dimanche ” (Corredor de Domingo), oferece produtos inteiramente fabricados nas oficinas francesas. O Playeur.co desenvolve uma plataforma colaborativa que permite a atletas de qualquer nível encontrar uma quadra, equipamentos ou serviços de coaching esportivo perto de sua residência. O rastreador metabólico O LSee permite a medição em tempo real de um esforço físico ou nutricional sobre o metabolismo. Alguns gigantes da tecnologia mundial já estão de olho nestas inovações francesas: em abril de 2016, a finlandesa Nokia pagou 170 milhões de euros para adquirir a start-upWithings, pioneira francesa de objetos conectados ao esporte. A tecnologia está presente em vários esportes. Para a sua 22ª edição, o SalãoMountain Planet destinado aos profissionais de montanhismo enfatizou a importância de Inovações digitais: um sistema de controle e alerta contra defeitos nos teleféricos (Blue Cime), um aplicativo móvel que visa otimizar a permanência dos esquiadores (Cognidis) e uma aplicação móvel que fornece informações personalizadas sobre condições de neve (Nivolog).     MARCAS FRANCESAS A SERVIÇO INTERNACIONAL A França possui grandes marcas, com amplo know-how no setor esportivo. Prova disso é o uso destes materiais em diversos eventos internacionais ao redor do mundo. Nos Jogos Olímpicos de Sochi em 2014, a França contribuiu para todas as etapas de desenvolvimento dos sites olímpicos russos: estudos potenciais realizados pela Géode , os sistemas de informação criados pela Lumiplan, sem mencionar o trabalho realizado no site pelo grupo MND .Já em 2012, 8 empresas francesas demonstraram know-how nos Jogos Olímpicos de Londres: Serge Ferrari, Doublet, Gymnova, Barrisol, Compte R, GDF Suez e Thales, GL Events. Como se não bastasse, alguns esportistas franceses vão além das quadras e colocam sua notoriedade a serviço de associações, como Zinedine Zidane, patrocinador da associação ELA contra as leucodistrofias; Lilian Thuram, fundadora da fundaçãoLilian Thuram contra o racismo; ou Alain Bernard, patrocinador da UNICEF. Mas a França também abre espaço para acolher esportistas estrangeiros. Em 2016, a liga de futebol nº1 possuía 34% des jogadores estrangeiros (entre eles vários brasileiros), No basquete, a Pro A tem 110 jogadores estrangeiros sobre um total de 252, ou seja, 45%.     Contatos imprensa: Vera dos Anjos Responsável de Comunicação vera.dosanjos@businessfrance.fr Tel.: (11) 3087 3122     Sobre a Business France: Business France é a agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa, responsável por impulsionar o crescimento das exportações de empresas francesas, bem como prospectar e facilitar os investimentos estrangeiros na França. Ela promove a atratividade e a imagem econômica da França, suas empresas e seus territórios. A Business France conta com 1.500 colaboradores, situados na França e em 70 países, que trabalham com uma rede de parceiros do setor público e privado. Para mais informações, visite : www.businessfrance.fr

A CHEGADA DAS SMART GRIDS E OS NOVOS DESAFIOS

Gabriella Martins - 25-sept.-2017 22:28:51

      BRASIL E FRANÇA ANALISAM AS PRINCIPAIS SOLUÇÕES   Esta semana, São Paulo realiza, de 19 a 21 de setembro, o principal encontro de utilities da América Latina, o LATIN AMERICAN UTILITY WEEK TRADE SHOW . Numa programação paralela a este evento, a Business France – Agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa , com o apoio da AES Eletropaulo , CPFL Energia , Grupo Energisa , Isa CTEEP , Abradee e Abrate , trouxe ao Brasil algumas empresas francesas de destaque neste setor, RTE International, Senseor e Arc Informatique, para troca de experiências com os principais players do setor.      Como explica Bruno Meyer - Business Development Manager da RTE International e responsável internacional da Associação francesa Think Smartgrid , “ - as empresas francesas estão discutindo as principais tendências de modernização que ocorrem hoje no mundo no setor das Smart Grids , com foco na integração e otimização das redes e no desenvolvimento de novas soluções. Um dos grandes desafios que teremos na França é a transformação que ocorrerá no parque automotivo francês: daqui até 2040, todos os veículos franceses deverão ser elétricos. Temos que estar prontos”.      Os sistemas de transmissão e distribuição de energia elétrica enfrentam atualmente vários desafios devido à uma importante mudança no cenário mundial: a necessidade de atender às demandas das populações urbanas em expansão, que utilizam cada vez mais equipamentos digitais, o avanço das fontes alternativas e renováveis (como a solar e a eólica sobretudo), a necessidade de uma energia que resista a ataques cibernéticos e intempéries naturais, que tenha uma capacidade de auto recuperação, etc.    Smart grids , ou “redes inteligentes”, são os sistemas de distribuição e de transmissão de energia elétrica que foram dotados de recursos de Tecnologia da Informação (TI) e de elevado grau de automação, de forma a ampliar substancialmente a sua eficiência operacional. Graças ao alto nível de tecnologia agregado, as Smart grids conseguem responder a várias destas demandas da sociedade moderna, tanto no que se refere às necessidades energéticas, quanto em relação ao desenvolvimento sustentável. Assim, as Smart grids também vêm sendo apontadas como uma ferramenta providencial para os países se ajustarem às demandas resultantes do Protocolo de Kyoto. A maior eficiência e controle do fluxo de energia oferecido pelas Smart grids , proporcionam um conjunto variado e abrangente de benefícios para consumidores, concessionárias de energia e para o próprio sistema elétrico como um todo . O coração deste sistema são os medidores eletrônicos inteligentes , versões mais modernas que os medidores convencionais, que disponibilizam uma série de funcionalidades inovadoras, como o envio de eventos e alarmes, além da possibilidade de medição remota .    Mas um dos principais desafios desta nova realidade é o econômico. A evolução do sistema deve ser feita com um custo controlado e otimizado, evitando superinvestimentos em uma infraestrutura superdimensionada ou ainda um sistema inutilmente sofisticado. A reorganização dos atores e a viabilidade de seus modelos de negócios para obter uma boa eficiência econômica, representam um verdadeiro desafio a vencer.   A segurança, eficiência e a confiabilidade do sistema elétrico são também um desafio fundamental . O novo sistema deve, no mínimo, ter a mesma disponibilidade que o sistema tradicional e para isto, os sistemas de comunicação devem estar tecnicamente adaptados e ser perfeitamente confiáveis e seguros.      Think Smartgrid      A Associação francesa Think Smartgrid , surgiu na França, em 2015 , para integrar a fileira de Redes Elétricas Inteligentes (REI), promovê-la e exportar as soluções ao redor do mundo. Ela agrega empresas de todos os portes - muitas vezes concorrentes entre si - mas dispostas a desenvolverem projetos em comum, para o desenvolvimento deste mercado. Esta também é uma forma de mobilizar eficientemente os fundos públicos, bem como os investimentos dos operadores gestionários das redes. A estimativa é que hoje, este mercado global atinja 30 bilhões de Euros. https://www.thinksmartgrids.fr/les-associes-observateurs/     Sobre a RTE INTERNATIONAL   A RTE International é uma filial da RTE - a gestora francesa de rede de transmissão de eletricidade. A RTE International foi criada em 2006, para desenvolver atividades de consultoria e de engenharia para clientes estrangeiros, localizados fora do território francês. Desde então, mais de 100 projetos foram realizados em cerca de 30 países ao redor do mundo e a empresa vem pela primeira vez apresentar seu portfólio de serviços de excelência ao mercado brasileiro.     A RTE International coordena a rede europeia ENTSO-E de operadores de sistemas de transmissão (Trasmission System Operator – TSO), o CIGRÉ – Conselho Internacional de Grandes Redes Elétricas e o VLPGO (Very Large Power Grid Operators) operadores de redes, incluindo o Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS), e desenvolve parcerias internacionais com empresas de transmissão e operadores de sistema. Ela possui uma grande expertise em interconexão de redes, operação de sistema elétrico, gestão da rede e manutenção de alta tecnologia. http://www.rte-international.com/Home/Welcome       Sobre a ARC INFORMATIQUE   A ARC Informatique é uma empresa francesa, líder europeu em automação e tecnologia da informação para a indústria. A empresa, também presente no Brasil , oferece um conjunto de produtos de software e hardware adaptados para o mercado brasileiro de gerenciamento predial, energia, O&G, indústria, infraestrutura, transportes e estações de tratamento de água e esgoto, através de uma gama de produtos e serviços como o PCVUE (HMI/SCADA), estação de trabalho HMI (human machine interface), gerenciamento de plantão, software de relatórios, gerenciamento de rede e aquisição de dados. http://brazil.pcvuesolutions.com/       Sobre a SENSEOR   A SENSEOR é uma empresa francesa de alta tecnologia que utiliza as ondas acústicas de superfície (Surface Accoustic Waves – SAW) para conceber sensores térmicos passivos, exclusivos, e sem fios. Ela possui 10 anos de experiência e faz parte do Grupo Wika desde 2012.   A tecnologia da Senseor se distingue no mercado pela sua manutenção quase inexistente e pela possiblidade de mensuração de campos eletromagnéticos e sob radiação, peças em rotação, sob altas temperaturas e sob pressão, que atualmente são de medição difícil e dispendiosa. Possui soluções para monitoramento de equipamentos de T&D, combinando temperatura on-line e monitoramento de descarga parcial, com um sistema de plug and play modular e econômico, baseado em sensores passivos e sem fio. www.senseor.com       Contatos imprensa:     Vera dos Anjos   Responsável de Comunicação   vera.dosanjos@businessfrance.fr   Tel.: (11) 3087 3122     Sobre a Business France:   Business France é a agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa, responsável por impulsionar o crescimento das exportações de empresas francesas, bem como prospectar e facilitar os investimentos estrangeiros na França. Ela promove a atratividade e a imagem econômica da França, suas empresas e seus territórios. A Business France conta com 1.500 colaboradores, situados na França e em 70 países, que trabalham com uma rede de parceiros do setor público e privado. Para mais informações, visite : www.businessfrance.fr

CONHEÇAM AS TECNOLOGIAS FRANCESAS QUE ESTARÃO NO BRASIL

Gabriella Martins - 18-sept.-2017 19:04:53

Paralelamente ao evento LATIN AMERICAN UTILITY WEEK trade show que ocorre nesta próxima semana (de 19 a 21 de setembro de 2017, no Transamérica Expo Center), a Business France – agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa - reunirá no Brasil alguns dos mais importantes players franceses do setor de Smart Grid , interessados em compartilhar suas experiências e savoir-faire com o mercado brasileiro.      Com o apoio da AES Eletropaulo, CPFL Energia, Grupo Energisa, Isa CTEEP, Abradee, e Abrate, as empresas francesas RTE International, ARC Informatique e SENSEOR apresentarão na sede da Business France em São Paulo (rua Marina Cintra, 94 – Jardim Europa) , toda a expertise francesa em Transmissão e monitoramento de redes de energia elétrica.      Vejam abaixo quem são estas empresas, suas experiências no mercado internacional e de que forma elas podem contribuir com o sistema brasileiro:      A RTE International é uma filial da RTE - a gestora francesa de rede de transmissão de eletricidade . A RTE International foi criada em 2006, para desenvolver atividades de consultoria e de engenharia para clientes estrangeiros, localizados fora do território francês.     Desde então, mais de 100 projetos foram realizados em cerca de 30 países ao redor do mundo e a empresa vem pela primeira vez apresentar seu portfólio de serviços de excelência ao mercado brasileiro.    A RTE International coordena a rede europeia ENTSO-E de operadores de sistemas de transmissão (Trasmission System Operator – TSO), o CIGRÉ – Conselho Internacional de Grandes Redes Elétricas e o VLPGO (Very Large Power Grid Operators) operadores de redes, incluindo o Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS), e desenvolve parcerias internacionais com empresas de transmissão e operadores de sistema.    Ela possui uma grande expertise em interconexão de redes, operação de sistema elétrico, gestão da rede e manutenção de alta tecnologia . Seu representante Bruno Meyer – Business Development Manager e Responsável internacional da Associação francesa Think Smartgrid, também participará do Latin American Utility Week Trade Show com uma palestra no dia 20/09.     http://www.rte-international.com/Home/Welcome   https://www.thinksmartgrids.fr/les-associes-observateurs/           A ARC Informatique é uma empresa francesa, líder europeu em automação e tecnologia da informação para a indústria.    A empresa dedica-se há mais de 30 anos em oferecer soluções para monitoramento e controle de processos complexos e segurança.    A Arc Informatique investe constantemente em novas tecnologias que se integram em produtos que permitem aos seus clientes reduzir os custos de produção, gerir o consumo de energia e otimizar os processos produtivos e as instalações.  A empresa oferece um conjunto de produtos de software e hardware adaptados para o mercado brasileiro de gerenciamento predial, energia, O&G, indústria, infraestrutura, transportes, e estações de tratamento de água e esgoto, através de uma gama de produtos e serviços como o PCVUE (HMI/SCADA), estação de trabalho HMI ( human machine interface ), gerenciamento de plantão, software de relatórios, gerenciamento de rede e aquisição de dados.     Adriano Pedroso Puda – Gerente Comercial para o Brasil   http://brazil.pcvuesolutions.com/             A SENSEOR é uma empresa francesa de alta tecnologia que utiliza as ondas acústicas de superfície (Surface Accoustic Waves – SAW) para conceber sensores térmicos passivos, exclusivos, e sem fios.    A empresa possui 10 anos de experiência e faz parte do Grupo Wika desde 2012. Seu time de especialistas é composto por engenheiros que fornecem serviços de engenharia de campo e de desenvolvimento customizados, além de um amplo portfólio de sensores padrão de aplicação na Indústria e no setor de Energia.    A tecnologia da Senseor se distingue no mercado pela sua manutenção quase inexistente e pela possiblidade de mensuração de campos eletromagnéticos e sob radiação, peças em rotação, sob altas temperaturas e sob pressão, que atualmente são de medição difícil e dispendiosa. A empresa é membro da associação francesa Think Smartgrids.   Em sua vinda ao Brasil, a empresa vai apresentar aos potenciais parceiros e clientes suas últimas soluções para monitoramento de equipamentos de T&D, combinando temperatura on-line e monitoramento de descarga parcial, com um sistema de plug and play modular e econômico, baseado em sensores passivos e sem fio.      Stéphane Tourette – Engenheiro e PhD da Senseor representará a empresa na ocasião.   www.senseor.com       Serviço:   Data: Dia 18 de Setembro de 2017   Local: Sede da Business France em São Paulo   Rua Marina Cintra, 94 – Jardim Europa – cep 01446-901   Contato comercial :   Arthur Orlando Gerente Comercial Setor de Energia Departamento de Indústrias e Cleantech arthur.orlando@businessfrance.fr Tel.: (21) 3974 6884     Imprensa :   Vera dos Anjos Responsável de Comunicação vera.dosanjos@businessfrance.fr Tel.: (11) 3087 3122 ou Gabriella Martins Assistente gabriella.martins.int@businessfrance.fr Tel.: (11) 3087 3100 – ramal 170  

OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS COM EMPRESAS FRANCESAS PARA A ÁREA COSMÉTICA

Gabriella Martins - 05-sept.-2017 20:25:40

  O Serviço Comercial da Embaixada da França – Business France Brasil, trará a São Paulo uma comissão de empresas francesas do setor de cosméticos       Empresários franceses do setor cosmético estarão em São Paulo nos dias 21 e 22 de setembro, apresentando suas empresas: desenvolvedoras de matérias-primas e produtos acabados para terceiros. Esta é uma ótima oportunidade para marcas, fabricantes, importadores e distribuidores brasileiros entrarem em contato com as matérias-primas e produtos exclusivamente franceses. Dentre elas, a primeira escola de cosmética do mundo, criada em 1928, a “ Académie Scientifique de Beauté”, top 4 entre as marcas mais antigas do mundo.   O Brasil, se estabeleceu como o 3º maior mercado mundial de consumo de cosméticos e a França tornou-se o 3º fornecedor mundial de cosméticos e 1º fornecedor mundial em fragrâncias para o Brasil ( Euromonitor International ) .   Frente a esse cenário de intensas trocas comerciais entre os dois países, que em 2016 atingiu a marca dos 7 bilhões de euros, o Setor Comercial da Embaixada da França organizou rodadas de negócios com as sete empresas francesas que visitam o país essa semana. Ainda há tempo para os interessados entrarem em contato com elas. Conheçam os perfis:       Academie Scientifique de Beauté   Fundada em Paris em 1890, a “ Académie Scientifique de Beauté ” é a marca de cosmética francesa mais antiga, e encontra-se no top 4 das marcas mais antigas do mundo. Possuem ainda uma importante gama de produtos para uso profissional, uma herança direta por serem fundadores da primeira escola de cosmética do mundo, em 1928 !.       Cosmact   COSMACT é uma empresa francesa flexível e reativa que trabalha com ingredientes funcionais e ativos naturais (certificados BIO) para aplicações cosméticas. Sua especialidade é a identificação de matérias primas naturais pouco utilizadas ou dificilmente utilizáveis em formulações cosméticas. Trabalham com a otimização de texturas e outros ativos, para que possam proporcionar um diferencial para os seus produtos cosméticos.       Christian Breton   Christian Breton é o n ° 1 em produtos Eye Care ™ Por mais de 25 anos, a empresa tem sido um dos principais players em produtos de beleza sob medida. Disponível em mais de 5.000 perfumarias e lojas de departamento em todo o mundo, os tratamentos Christian Breton são mundialmente reconhecidos e recompensados com inúmeros prêmios internacionais .     Epilov   EPILOV Paris é um fabricante e distribuidor de um sistema de depilação muito original e natural comercializado sob as marcas: EPILETTE ou EPILDOUCE. Esse é o primeiro sistema de depilação no mundo sem dor. Muito simples de usar, ele funciona por movimentos rotativos que depilam os pelos indesejados, deixando a pele suave e macia.     Sozio   Criado em 1758, a SOZIO é uma empresa criadora e produtora de fragrâncias para a indústria de perfumes, cosméticos, ambientes e detergentes. Hoje está posicionada como um importante player no mercado de perfumaria. Com plantas de produção em Nova Jersey, Paris e Hong Kong. Criativa e reativa, orientada para manter sempre uma estreita relação com os clientes.     Valcena   VALCENA PARIS é uma marca de cosméticos francesa que possui uma gama completa de produtos para o rosto e para o corpo, feitos tanto para o consumidor final (Linha Varejo), quanto para profissionais de beleza (Linha Professional para Institutos de Beleza e Spa). Os produtos Valcena são feitos à base do extraordinário óleo de Rosa Damascena, que lhes dá uma textura cremosa e uma fragrância delicada, sensual e afrodisíaca .          *Os interessados em entrar em contato com as empresas francesas, deverão contatar a Business France:   Regiane Ramos - comercial                                                        Vera dos Anjos - imprensa   BUSINESS FRANCE SÃO PAULO                                                BUSINESS FRANCE SÃO PAULO   Telefone: + 55 11 30 87 31 10                                                   Telefone: + 55 11 30 87 31 22   E-mail: regiane.ramos@businessfrance.fr                           E-mail: vera.dosanjos@businessfrance.fr     Sobre a Business France:   Business France é a agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa, responsável por impulsionar o crescimento das exportações de empresas francesas, bem como prospectar e facilitar os investimentos estrangeiros na França. Ela promove a atratividade e a imagem econômica da França, suas empresas e seus territórios. A Business France conta com 1.500 colaboradores, situados na França e em 70 países, que trabalham com uma rede de parceiros do setor público e privado. Para mais informações, visite: www.businessfrance.fr  

Conheça nossa equipe
Benoît Trivulce - Diretor Business France América Latina. Desde o dia 16 de janeiro de 2012,  Benoît Trivulce está no comando dos escritórios d a BUSINESS FRANCE América Latina . Com formação em economia e finanças, Benoît Trivulce, já atuou no Brasil por vários anos junto ao Serviço Econômico e Comercial do Consulado da França no Rio de Janeiro. Para apoiá-lo no comando, os responsáveis pelos escritórios de São Paulo, Cristina Afonso e no Rio de Janeiro, Roberta Lara.    A Business France é a agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa, responsável por impulsionar o crescimento das exportações de empresas francesas, bem como prospectar e facilitar os investimentos estrangeiros na França. Ela promove a atratividade e

Leia mais

    
    You Buy France 

    

    Rail industry 

   

    Vivapolis  

   

    Healthindustry

   

    Axema

          
   
Facebook
Area de Imprensa & Mídia
Lista de últimos comentários

Excelente evento! Parabéns pela org...

Mauro Henrique Pereira | octobre 22, 2014

O Seminário foi um sucesso. Parab&#...

Peter Alouche | mars 26, 2013

Parabenizo à UbiFrance pela realiza...

Marcelo Sakai | Covoiturage/Caronas | djengo.com.br | mars 19, 2013